Porque não participarei do concurso de escritores de Seleções

Como sabem, escrevo. Tenho artigos, crônicas, reportagens, poesias… Faço das letras refúgio, e como a gente que prefere os animais por a eles confiarem mais que aos seres humanos, confio eu nas letras.

Esse mês a revista Seleções lançou um concurso cultural, onde escritores enviam o primeiro parágrafo do que seria um livro inédito e de autoria própria. São 10 finalistas; O vencedor ganha um laptop, e os demais ganham livros de Seleções.

O que a revista só conta nas entrelinhas – ou seja, no regulamento do concurso, é que, uma vez participando, o autor cede gratuitamente e plenamente os direitos de sua obra à revista. É apenas o primeiro parágrafo.. Mas é deles. E sem o primeiro parágrafo, como publicar o tal livro a posteriori?

Pois é, um excelente futuro título condenado pela participação em concurso cultural. Por um laptop? Atenção! Qualquer inscrito cede integralmente os direitos, sendo o texto selecionado ou não…

Como não concordo nada nada com isso, publico aqui o meu primeiro parágrafo do livro, que seria destinado ao concurso. Desfrutem.

Arnaldo.

CONCURSO SELEÇÕES – Primeiro parágrafo

“A queda até parecia boa: a ausência do chão, das dúvidas, o ar que de tão abundante sufocava. Ali, a pouca distância da morte, já não havia qualquer sofrimento. O que surpreendeu Gabriel, contudo, é a velocidade com que a mente humana transcende o tempo, e é capaz de revelar os detalhes de uma vida inteira como se houvesse acontecido num flash”.

*   *   *

https://i1.wp.com/static.blogstorage.hi-pi.com/photos/aventuradover.fotosblogue.com/images/gd/1222769511/Folha-Seca.jpg

6 thoughts on “Porque não participarei do concurso de escritores de Seleções

  1. Não podia furtar-me um comentário. Por isso, coloquei a preguiça de lado e… É lindo, Arnaldo! O zelo com as palavras para descrever um destino trágico e o dom de enxergar a beleza na dor e no fim de todas as coisas (em um parágrafo!!).

  2. Vc não se compara, não concorre! Vc é único!
    Desfrutei de seu primeiro parágrafo e adorei a sutileza em suas palavras…Dê continuidade!
    Que venham mais inspirações para que possa continuar alimentando minha imaginação com suas belas palavras poéticas…

  3. Olá!

    Fiquei com uma dúvida: a revista pede que seja o primeiro parágrafo de um livro real ou pede o que seria, hipoteticamente, o primeiro parágrafo de um livro (cuja continuação pode não existir)?

    Luciana

  4. Neste caso eu não usaria o primeiro parágrafo de um livro que pretendo publicar, mas criaria um parágrafo solitário, que despertasse a curiosidade de um leitor abrindo um livro por curiosidade.

    Quem sabe o idealizador desse concurso não tenha algum interesse em analisar o que tem potencial para chamar a atenção do leitor no primeiro parágrafo?

    Entendo que como uma publicação profissional, a revista queira os direitos do que publica, mas ainda assim é uma pena perder bons primeiros parágrafos na solidão de um concurso.

    Sua reflexão é muito pertinente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s