Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for Julho, 2010

https://i0.wp.com/foodies.blogs.starnewsonline.com/files/2009/10/pizza.jpg

Encontrei um receita da irmãzinha, e deu saudades.. publico a receita, que é deliciosa.

2 tabletes de fermento

1 colher de chá de açúcar

1 colher de chá de sal

1 copo de leite (grande) morno / frio.

2 ovos ligeiramente batidos

2 colheres de sopa de óleo

4 copos de farinha de trigo

Modo de fazer:

Dissolver os tabletes de fermento com o açúcar e o sal. Posteriormente, colocar o leite, o óleo, os ovos e a farinha de trigo. Trabalhar a massa com as mãos e abafar, deixando crescer durante meia hora.

OBS: a massa estará “no ponto” quando não mais prender nas mãos. Para isso, é necessário acrescentar um pouco mais de farinha, sem no enanto deixar que fique muito dura.

Quantidade: 2 tabuleiros.

*  *  *

Naturalmente que a receita é despretensiosa em relação a ser saudável… Pretendo em breve modifica-la, acrescentando orégano na massa, 10% de trigo integral, 10% de centeio, 10% de farelo de trigo, e 10% de algum amido gluten free. Dando certo, vou depois susbtituir o restante do trigo refinado aos poucos por quinoa, até acertar no ponto. O leite vai virar leite de alguma semente (coco, amêndoas, castanha-do-pará…) e/ou iogurte… Os ovos, orgânicos e o açúcar, penso que seria bem substituído por malte.

Read Full Post »

“Pode-se tocar alguém somente como um objeto, como uma doença, como uma coisa, como um objeto de prazer, pode-se tocar alguém como a um Deus e até mesmo não ousar tocar.

O importante é toca-lo no meio, quer dizer, reconhecendo a dimensão divina da pessoa a quem tocamos, não esquecendo o sopro que a habita, não esquecendo o espaço que existe nela, não esquecendo a divindade que está em seu ser.

E manter os dois unidos”.
Jean-Yves Leloup – Caminhos da Realização

Read Full Post »

Kazuo Ohno morre aos 103 anos (1-6-2010)

Foto: Emídio Luisi

Kazuo Ohno em foto de Emídio Luisi.

FONTE: Matéria da ConectDance

Read Full Post »

Por Arnaldo V. Carvalho

https://arnaldovcarvalho.files.wordpress.com/2010/07/876692.jpg?w=300

“Nasci e não me lembro dos fatos. Crescerei. O que serei? Carrego em mim o registro de uma loucura. A loucura de meu pai e de minha mãe. Ele a matou. eu ainda mamava. Pouco tempo antes ainda residi naquele ventre, hoje frio, despedaçado. Meu pai é um monstro. Minha mãe seduziu-se por um monstro, e agora sou filho dessa noite sinistra e má. E crescerei. Que será de mim?

Guardo comigo impressões não claras, não cognitivas, de ódio e morte. Que faço com isso? Como isso se manifestará em mim? Lutarei contra tais impressões? Farei delas uma parte de mim? Ou será que já são? Sim, tenho o DNA do meu pai, e da minha mãe. Aquilo tudo eram suas almas? Ou foram eles transformados, degenerados pela vida?

Eles são meus pais. Me deram a vida. Represento-os. Devo representa-los também na loucura? Tomarei ódio pela figura masculina impressa como cruel e assassina, ou a assumirei tal como a percebi? Quem sabe tomarei ódio de minha mãe e jamais consiga me relacionar. Aceitarei a verdade de meu homem-pai, e serei um machista-passional-psicopata a massacrar a frágil-putinha-ambiciosa? Tornar-me-ei avesso a própria vida, e assim buscarei alívio na auto-punição da castidade severa, da culpa e do isolamento? Serei uma eterna vítima? Formarei câncer e morrerei mais cedo? Fugirei para as drogas? Ou,  quem sabe, decidirei ser especial, e tornarei-me acima de tudo isso? Terei chances de ver que não existem de fato monstros ou maus, mas cadeias constantes de equilíbrio e desequilíbrio?

As pessoas me rotularão. Me farão de coitadinho, me fragilizarão. Algumas, contudo, terão medo de mim. Adultos tirarão seus filhos da escola em que eu frequentar. Outros quem sabe conversarão com eles, dizendo que “precisam me ajudar”.

Crescerei. E afinal, a vida me dará chances de vencer meus registros? De ver acima deles? Talvez… só dependa de mim”.

Muita coisa me espanta num caso como o do goleiro Bruno. Me espanta o povo que se choca com algo que acontece DIARIAMENTE em doses equivalentes de loucura e crueldade, mas que, por acontecer a um famoso, desperta surpresa e sentimento. Como acordar tranquilo sabendo que nesse momento crianças estão sendo estupradas, mulheres estão sendo mortas? Não, não faz diferença. Faz porque é um jogador de um clube famoso.E a guerra continua aí, invisível, insensível, diante de todos, humano contra humano, vida contra vida. É uma tecla batida, que sempre toco e sempre tocarei, enquanto o povo continuar se espantando com o que acontece e vira notícia, e ignorando o que está diante de seus olhos.

Me choca porque o episódio, muito mais do que gerar reação das autoridades e reflexão na sociedade (não necessariamente nessa ordem), é muito mais efetiva para a venda do filme pornô de Eliza Samúdio. É mórbido. É grotesco. A mulher deixou um filho bebê, foi dilacerada em pedaços, e o povo ainda quer ver o filme pornô dela. Senti vontade de vomitar quando li a manchete no jornal sensacionalista, ao passar por uma banca de jornal. O caso revela uma face do brasileiro que eu não conhecia, ou pelo menos recusava-me a admitir: necrófilos (mais do que nunca agora me faz sentido o desejo insandecido de muitos brasileiros a varrer a Internet em busca de pedaços dos corpos dos Mamonas Assassinas). Num mundo que comemora vampiros como heróis do cinema, TV, livros e joguinhos, faz todo o sentido. Devo ser mesmo um alien.

Mas o que mais me choca, é o que não se vê, não se fala, não se comenta. Incrível como ninguém parece estar muito preocupado com o que acontece com o bebê. “Será criado pelo avô”; não basta! A esse menino, nada bastará, pois é um condenado. Ao condenarmos seu pai e sua mãe (“pecadora beatificada, purificada pela morte”), como livrar o bebê de seu “karma”? Ele deve crescer com a verdade, ou fingirá sua família que a mãe ou mesmo os pais morreram num acidente de carro? deverá ser hiperprotegido pois afinal é não tem culpa de nada, ou deve ser tratado como uma criança qualquer? Ou mesmo ser linha dura para que ele aprenda a ter mais respeito pelas pessoas e não se torne arrogante como o pai? Deverá ele crescer com senso de julgamento em relação aos pais? Tal senso de julgamento deverá vir de uma fonte externa, ou ele deverá criar o seu próprio? Ou será o menino capaz de livrar-se dos julgamentos, e simplesmente agradecer por ter nascido, desvinculando-se de tudo o que é pura pobreza espiritual?

Enquanto julgamos e condenamos seus pais, estamos condenando esse menino. Estamos atirando pedra numa loucura que isolamos como se isola um câncer e se diz: “isso não é meu”! O pior é que é. E se não se compreende isso, não se muda a própria natureza. Se a sociedade não muda, poderá estirpar milhares de Brunos de si… O corpo-social fará metástases. O câncer seguirá rondando. A responsabilidade é de todos. Ainda ontem, Michel Odent disse em brilhante roda de conversas: “fomos criados com o discurso de que devemos amar o próximo. Parece que só falar isso para os filhos não deu certo”. Não deu mesmo. O mundo continua envolvido com uma cultura de guerra, morte, visão curta e insustentabilidade.

Esse menino meus amigos, hoje é filho da Sociedade Brasileira. É a própria sociedade. É o futuro de cada um de  nós, de cada filho nosso.

Preocupado eu fico com o menino, e o que fará com tudo isso na vida adulta. E nós, o que faremos? Torço que a Vida vença a anti-vida, dentro dele e em nossa Coletividade.

*   *   *

Read Full Post »

Olá! Seguem as informações atualizadas sobre o Curso de Meditação.
Muita Paz
Sandra Rosenfeld
Escritora, Coach Pessoal, Palestrante e instrutora de Meditação. Autora do livro O que é Meditação, ed. Nova Era.
Ministrante de cursos e workshops com foco em Qualidade de Vida utilizando a meditação como ferramenta.

www.sandrarosenfeld.com.br
contato@sandrarosenfeld.com.br
55 21 7864-0664 begin_of_the_skype_highlighting              55 21 7864-0664      end_of_the_skype_highlighting  – ID 10*699 / 9628.6167
http://twitter.com/SandraRosenfeld http://sandrarosenfeld.wordpress.com/

Curso de Meditação
São 16 aulas, com duração de 1 hora cada, em grupo ou individual.

Grupo limitado a 4 alunos.

Horários à combinar.

Barra da Tijuca

Local: Centro Empresarial Barra Shopping – Barra da Tijuca – RJ
Av. Das Américas, 4.200 – Bl. 8 – Ed. Geneve – Sl. 105 B
► Jardim Botânico
Local: Rua Getúlio das Neves, 16, casa 3, sala 201. Jardim Botânico – RJ

Informações e Inscrições:

Sandra – (21) 7864.0664 ID 10*699 / 9628.6167
contato@sandrarosenfeld.com.br


A quem destina

As Aulas / Cursos de meditação destinam-se a pessoas que queiram aprender a meditar, reciclar, retomar ou manter a prática.


Finalidade

Redução do estresse e da ansiedade
Equilíbrio emocional e mental
Harmonizar mente e corpo
Autoconhecimento
Aprender a viver no aqui e agora
Fortalecer o sistema imunológico
Melhorar a qualidade de vida

Para saber mais sobre os benefícios da meditação clique em:


Pesquisas e Benefícios

Conteúdo das aulas/cursos

– Técnicas de relaxamento e consciência corporal

– Técnicas de visualização para relaxamento e alcance de realizações / soluções

– Mantras
– Meditação de Contemplação
– Meditação do silêncio para auto-conhecimento
Em toda aula há prática de relaxamento e prática da meditação do silêncio. As outras técnicas são alternadas.

Entendendo a prática e os benefícios

A meditação ministrada em todas as aulas é a do silêncio com foco na respiração.
Esta é a prática que será ensinada com a finalidade do aluno praticar em seu dia-a-dia. Esta meditação, além de relaxar desenvolve, entre outras coisas, atenção e concentração, essenciais na construção de uma vida plena e feliz.
A prática desta meditação faz com que tomemos a rédeas de nossa vida, saindo do piloto automático e vivendo o momento presente. Passamos a ter consciência dos nossos pensamentos e, com a prática, controle sobre eles e assim sobre nossas emoções e ações.

A meditação tem sido utilizada com sucesso como coadjuvante em tratamentos de várias doenças como as respiratórias, cardíacas, fibromialgia, câncer, depressão, enxaquecas, insônia e outras.

Read Full Post »

TERAPIA PELO MOVIMENTO

https://i1.wp.com/www.nccata.org/images/NCATA_logo3.jpg

Através da dança, da expressão corporal e de dinâmicas variadas, a psicologa, terapeuta e professora de dança Gina Zuleta* propõe vivência para a ativação dos sete chakras

A ativação será feita em quatro etapas:

-Educação sobre cada chakra
-Dança com ritmos afro e centro latinoamericanos
-Dinamicas grupais
-Relaxamento, imaginação, mantras, cuenco terapia

Os encontros serão realizados aos sábados das 15:00 até 17:00 (turma 2)

Duração curso: 7 sessões
Valor por sessão: R$50.00
Valor total curso: R$350.00
(a vista 10%desconto)

https://i2.wp.com/www.indianetzone.com/photos_gallery/19/sevenchakras_6645.jpg

INSCRIÇÕES ABERTAS
Fone: (41) 3667-6467

Centro Vida Humana (CEVIDA): Rua Ásia, 85 – Pinhais. PR
gina.zuleta@gmail.com Cel: (41) 9950-0472

* Gina Zuleta – Psicóloga Clínica formada pela Universidad del Mar, Antofagasta – Chile, se ha desempeñado como docente en la Universidad de Antofagasta y Univ. Arturo Prat. Exerce como psicóloga clínica desde o ano de 2004 com especialização em Hipnose, Psicologia Clínica Transpessoal e cursos de especialiação em Dançaa afro, em países como Cuba, Perú, Brasil e Argentina. Dedicou-se por 5 anos ao desenvolvimento da Dança Psicoterapeutica e sua aplicação no campo clínico, especificamente com pacientes com depressão e stress. Também atua no segmento corporativo, no combate ao stress laboral, otimizando o trabalho de equipes, etc.

Read Full Post »

Pedra e Limo

Dobro meu corpo em flecha

e provo o horizonte à frente,

sonho com a primavera a desabrochar

e imagino você diferente,

silenciosamente respirando lágrimas,

porejando sangue, evaporando ar.

Haver estado no ocaso

tanto tempo, tanto faz

para meu sonho maravilhosos,

que diferença traz?

Eu pedra, você limo,

amantes passivos do destino

em mudo beijo

onírico do Além-Tejo.

Rodrigo de Carvalho (do livro  Lua de Maio)

Read Full Post »

Older Posts »

%d bloggers like this: