De um Pai para suas Filhas

Apenas nesta manhã, eu vou deixar a louça na pia e, deixar! você me ensinar a montar seu quebra-cabeças.

Apenas nesta tarde, eu vou desligar o telefone, manter o computador fora do ar e, sentar-me com você no quintal e soltar bolhas de sabão.

Apenas nesta tarde, eu não vou gritar nenhuma vez, nem mesmo resmungar, quando você gritar e acenar para o carrinho de sorvetes; e vou comprar um se ele passar.

Apenas nesta tarde, eu não vou me preocupar com o que você vai ser
quando crescer.

Apenas nesta tarde, eu vou deixar você ajudar-me a assar biscoitos e não vou ficar atrás de você, tentando consertá-los.

Apenas nesta tarde, vamos ao McDonald’s e, comprar um Mc Lanche Feliz para nós dois, para que você possa ganhar dois brinquedos.

Apenas nesta noite, vou segurá-lo em meus braços e, contar-lhe uma
história sobre como você nasceu e, como eu amo você.

Apenas nesta noite, eu vou deixar você espirrar a água da banho e não ficar nervoso.

Apenas nesta noite, vou deixar você ficar acordado até tarde, enquanto ficamos sentados na soleira, contando todas as estrelas.

Apenas nesta noite eu vou me aconchegar ao seu lado por horas e, perder meus shows favoritos na TV.

Apenas nesta noite, quando eu passar meus dedos entre seus cabelos
enquanto você reza, eu vou simplesmente ser grato a Deus por ter me dado o maior presente do mundo.

Eu vou pensar nas mães e pais que procuram por seus filhos perdidos; nas mães e pais que visitam a sepultura de seus filhos, ao invés de suas camas; nas mães e pais que, estão em hospitais vendo seus filhos sofrerem, sem que isto tenha sentido e, gritando por dentro que não podem mais suportar isto.

E, quando eu te dar um beijo de boa noite, vou te segurar um pouquinho mais forte, por um pouquinho mais de tempo.

E, é então que, eu vou agradecer a Deus por você e, não pedir nada a Ele… exceto mais um dia.

(Autor Desconhecido)

 

*   *   *

Gostaria muito de saber o autor desse texto, mas não encontrei nenhuma referência na Internet. Ao ler com atenção percebe-se que as sentenças foram construídas originalmente na língua inglesa. Busquei pela mesma e encontrei várias versões. O site Snope já havia feito um belo trabalho investigativo, inclusive demonstrando que o texto foi modificado inúmeras vezes e utilizado em campanhas fictícias para crianças igualmente fictícias a morrer de câncer e congêneres… http://www.snopes.com/inboxer/medical/arlington.asp

A autoria desse belo texto, contudo permanece desconhecida, embora seu apelo seja sempre um lembrete aos pais workaholics, a todo aquele que tem dificuldade de sair de seu próprio mundo por algumas horas e olhar para o Outro em formação, que no caso é seu próprio filho.

Arnaldo V. Carvalho

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s