Vida, Deus, e a Natureza.

Utopia

Observem a imagem acima. Ela veio num pequeno panfleto religioso cristão que recebi pela rua. Vejam que na ilustração os humanos colhem frutos e convivem carinhosamente com um leão, um urso e vários pássaros. Essa ilustração é referência a uma passagem bíblica: ”

…” E o lobo,de fato, residirá por um tempo com o cordeiro e o “próprio leopardo” se deitará com o cabritinho, e o animal cevado, todos juntos; e o pequeno rapaz é que será o condutor deles.” Isaías 11:6-9

Muitos cristãos acreditam nessa utopia de paraíso, como fato. Não é de meu interesse questionar crença nem apontar para esta ou aquela religião. Mas como amante da natureza, me pergunto de que viverá o leão. Tornar-se-á, ele e o lobo e o leopardo e o próprio ser humano, todos eles vegetarianos? Talvez os religiosos que pregam a esperança desse “paraíso onde todos são amigos” devessem talvez começar dando o exemplo. Mas não. São tão carnívoros como os outros. Mas a frase final.. A frase final é que o “pequeno rapaz” os conduz. Ou seja, o ser humano finalmente terá o domínio completo sobre os demais animais, que serão criaturas passívas a disposição do macaco nú, que se acha mais filho de Deus do que os outros. Afinal de contas, foi feito a imagem e semelhança Dele… Só que Ele não disse os demais seres não o são!

O texto é para levantar a esperança de quem adere a religião que produziu os panfletos, e assim conseguir adesões. Eu bem que gostaria de me converter. Mas acho que eles precisarão melhorar mais o cenário do futuro de paz entre homens e animais. Se escrevessem que o ser humano conhecerá melhor a natureza da vida, e respeitará assim a natureza individual de cada ser vivente, e a incentivará, de modo que o ciclo vital de todas as espécies terá espaço para ocorrer, e o ser humano não mais causará tantas interferências nocivas, mas aprenderá a conviver de forma totalmente sustentável e harmônica. Ah isso já me atrai.

Eu realmente vou adorar me juntar a humanidade inteira que em uníssono acreditará que o futuro será melhor, mas que não vai esperar cair do ceu. Praticarei fervorosamente a doutrina dessa religião comum, que permitirá o amor acontecer da concepção ao parto, do parto ao primeiro ano, do primeiro ano ao último. Assim se cumprirá uma outra esperança, iluminada no mesmo panfleto:

“Ele julgará entre as nações e resolverá contendas de muitos povos. Eles farão de suas espadas arados, e de suas lanças, foices. Uma nação não mais pegará em armas para atacar outra nação, elas jamais tornarão a preparar-se para a guerra.” (Isaías 2:4)

Ele… somos nós! AO TRABALHO!

Arnaldo V. Carvalho

2 thoughts on “Vida, Deus, e a Natureza.

  1. Ora aí está uma reflexão profunda e ao meu gosto.
    Sou das pessoas que ainda não decidiram verdadeiramente se vegetariano é a concepção futura.
    Não me agrada matar animais p/comer. Era capaz de passar sem isso!
    Alguém disse uma vez que se os matadouros tivessem paredes de vidro, haveria menos carnívoros entre os ditos humanos.
    Também há aquela frase dos que dizem: eu gosto de galinha e coelho, mas não sou capaz de matar p/comer. O que é que é isso, gente??
    Então delegamos nos outros a matança e depois deliciamo-nos a comer?
    Alguém me ajuda neste dilema?

    • Olá Laura!

      “Concepção futura” está inscrito em seu texto com uma perspectiva positiva? Interessante, minha ideia era menos falar de alimentação e mais da falta de contato com a realidade. É a falta de contato que gera os devaneios que beiram o desrespeito a característica e papel que cada ser vivo assume no planeta. Uma utopia onde “o leão viverá com o cabritinho” ignora a função dos carnívoros no ecossistema, ignora o metabolismo dos carnívoros, ignora as diferenças nos sistemas reprodutivos dos diferentes animais conforme suas posições na grande cadeia da Vida. O homem, por não saber seu próprio papel diante disso tudo, por morrer de medo de sua própria natureza animal, prefere refugiar-se na loucura ego-antropocêntrica de se achar muito diferente, e com isso… Com isso, sofre.

      Quanto ao dilema do delegar o que se come, arrisco levar a reflexão para outro ponto: O humano artificializado dos dias de hoje já não sabe lidar com dois temas que deveriam ser tão naturais como comer, dormir, namorar, relaxar. Refiro-me a NASCER… E morrer.

      Beijinhos para si! Gratidão!
      Arnaldo

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s