Carlos Seabra

AGOSTO 2003

Palestra apresentada durante o Seminário Internacional “Memória, Rede e Mudança Social“, do Museu da Pessoa em conjunto com o Sesc SP, de 12 a 14 de agosto de 2003, na mesa “Histórias Digitais”, da qual fizeram parte Thom Gillespie e Carlos Seabra.

Sou criador de vários jogos e trabalho com educação. A abordagem em que sempre penso, ao elaborar projetos educacionais, culturais e outros, e muitas vezes não digo isso para não assustar as pessoas, é a lúdica. Digo isso porque, na verdade, acho que vivemos num jogo, que é a vida; um jogo não no sentido de manipulação do outro, embora muita gente jogue assim.

Podemos pensar no planeta como um tabuleiro, ele é todo cheio de casinhas, latitudes, longitudes e nós somos peças. Em parte, herdamos da nossa cultura as regras do jogo. Em parte, as inventamos, reinventamos, tentamos descobrir que regras…

View original post mais 5.086 palavras