Não conseguir viver o momento

Não conseguir viver o momento

Quantas vezes você já se viu assim?

Esse tem sido um preço da virtualidade, da extratificação psíquica, das dificuldades de se viver o presente de forma integrada. Então, já entrando na onda dos protestos contra o que está errado no mundo, conclamo a cada um a fazer uma passeata interna, conclamando cada célula do corpo a reivindicar do corpo o fim da psique sofrida pela enxurrada de estímulos neuronais que tem impedido as pessoas de terem suas mentes mais liberadas e tranquilas, e os tecidos do pescoço para baixo possam igualmente experienciar Vida. Tudo integrado. (Arnaldo)

Na aula do Ricardo Chaves

Em aula com o querido pediatra, o Prof. Dr. Ricardo Chaves, tirei essa fotinha mal feita de seu laptop, que exibia via telão uma gigantesca grávida, carro alegórico de um antigo carnaval.

Alguém sabe que carnaval foi esse? Qual escola? Onde se encontra uma foto mais nítida? (aguardo colaborações)

cel_claro 226

No imaginário popular, reproduzido pelo carnavalesco responsável, a mulher em trabalho de parto segue em sua figura passiva,  totalmente a mercê da frieza tecnologica. Em típica posição deitada, e meio a tanta luz e pessoas a observar, dificilmente esse mulher, na vida real, poderia partir com tranquilidade.

De qualquer modo, o tema do nascimento já permeia as mentes da sociedade, o que décadas atrás talvez permanecesse como tema velado, quase um tabu.