“Não sou um homem feito por mim mesmo”, diz Arnold

Image result for arnold schwarzenegger bodybuilding

Não sou fã de auto-ajuda, do “você pode ser tudo o que quiser”. Pelo contrário, cada vez mais, invisto em querer ser o que sou e tão somente o que sou (e isso obviamente passa pela descoberta gradativa de quem sou, um processo permanente e inerente a estar vivo).

E acho ótimo quando uma figura pública que faz tanta gente acreditar em sucesso por si mesmo vem e desconstroi esse tipo de ilusão. O mito do “self-made man“, do homem que se fez por si mesmo, sem depender ou precisar de ninguém já passou da validade há tempos.

Sobre isso, o famoso político, ator e fisiculturista Arnold Schwarzenegger escreveu muito bem, e mesmo que este meu ‘xará” austro-norteamericano tenha uma visão de mundo inversa a minha em muitos sentidos, aqui concordamos plenamente.

Ninguém se faz sozinho.

Convido o leitor à leitura do inspirador texto de Schwarzenegger, prefácio do livro “Tools of Titans” [Ferramentas de Titãs], de Tim Ferris (ainda não publicado no Brasil).

O original em inglês você encontra em: http://fourhourworkweek.com/2016/11/07/tools-of-titans-foreword-arnold-schwarzenegger-i-am-not-a-self-made-man/

Aqui, segue tradução livre de minha autoria. Boa leitura!

 (Arnaldo)

Não me fiz sozinho

Eu não sou um homem que me fiz sozinho, sem a ajuda de ninguém.

Toda vez que falo em uma conferência de negócios, ou com os estudantes universitários, ou respondo a perguntas para um site, alguém me diz isso.

“Governador / Governator* / Arnold / Arnie / Schwarzie / Schnitzel (dependendo de onde estou), como um homem que venceu por si próprio, qual é o seu modelo para o sucesso?

Eles ficam sempre chocados quando agradeço os elogios, mas digo: “Eu não me fiz sozinho. Tive muita ajuda”.

É verdade que cresci na Áustria sem água encanada. É verdade que me mudei para a América sozinho apenas minha bolsa de ginástica. E é verdade que eu trabalhei como pedreiro e investi em imóveis para me tornar um milionário antes de ter erguido a espada em Conan, o Bárbaro.

Mas não é verdade que me fiz sozinho. Como todo mundo, para chegar onde cheguei, me apoiei sobre os ombros de gigantes. Minha vida foi construída sobre uma base que inclui meus pais, treinadores e professores; De almas bondosas que emprestavam sofás ou os fundos de academias de ginástica, onde eu podia dormir; De mentores que compartilhavam sabedoria e conselhos; De ídolos de páginas de revista que me motivaram (e, à medida que subia na vida, interagindo pessoalmente com eles).

Eu vislumbrava algo grande para mim, e tinha fogo no estômago. Mas eu nunca teria chegado a lugar algum sem minha mãe me ajudar com minha lição de casa (e me beijar quando eu não estava pronto para estudar), sem meu pai me dizendo para “ser útil”, sem professores que explicaram como vender, ou sem treinadores que me ensinaram os fundamentos do levantamento de peso.

Se eu nunca tivesse visto uma revista com Reg Park na capa e tivesse lido sobre sua transição de Mr. Universo para a atuação em Hercules na tela grande, eu ainda poderia estar andando nos Alpes austríacos. Eu sabia que queria sair da Áustria, e eu sabia que a América era exatamente o lugar no qual eu pertencia, mas Reg ateou fogo no meu combustível, e me deu meu plano.

Joe Weider me trouxe para a América e me colocou debaixo de sua asa, promovendo a minha carreira como fisiculturista e ensinando-me sobre negócios. Lucille Ball me deu uma grande chance e me chamou para ator convidado em um especial que foi a minha primeira grande estreia em Hollywood. E em 2003, sem a ajuda de 4.206.284 californianos, eu nunca teria sido eleito governador do grande estado da Califórnia.

Então, como posso reivindicar ter me feito só por mim mesmo? Aceitar esse mito desconsideraria cada pessoa, e cada um dos conselhos que me fizeram chegar aqui. E daria a impressão errada – de que você consegue se fazer sozinho.

Eu não consegui. E a verdade é: você não pode tampouco.

Todos nós precisamos de combustível. Sem ajuda, conselhos e a inspiração de outros, as engrenagens de nossa mente param de funcionar, e ficamos bloqueados, sem nenhuma parte para ir. Fui abençoado por encontrar mentores e ídolos em cada passo da minha vida, e tive a sorte de conhecer muitos deles.

De Joe Weider a Nelson Mandela, de Mikhail Gorbachev a Muhammad Ali, de Andy Warhol a George H.W. Bush, eu nunca me furtei a buscar a sabedoria de outros para alimentar meu fogo.

Você provavelmente já ouviu os podcasts de Tim. (Eu recomendo particularmente aquele com o charmoso fisiculturista de sotaque austríaco). Ele usou sua plataforma para trazer a você a sabedoria de um elenco diversificado de personagens nos negócios, entretenimento e esportes. Aposto que você aprendeu algo com eles – e muitas vezes, aposto que sacou algo que nem esperava.

Quer se trate de uma rotina matinal, ou uma filosofia ou dica de treinamento, ou simplesmente motivação para atravessar o dia, não há uma pessoa neste planeta que não se beneficie de um pouco de ajuda externa. Eu sempre tratei o mundo como minha sala de aula, absorvendo lições e histórias para alimentar meu caminho. Espero que você faça o mesmo.

A pior coisa que você pode fazer é pensar que você ja sabe o bastante.

Nunca pare de aprender. Nunca.

É por isso que você comprou este livro. Você sabe que onde quer que esteja na vida, haverá momentos em que precisa de motivação e percepção externas. Haverá momentos em que você não tem a resposta, ou a direção, e é forçado a olhar para além de si mesmo.

Você pode admitir que não consegue fazer tudo sozinho. Eu certamente não consigo. Ninguém consegue.

Agora, vire a página e aprenda alguma coisa.

— Arnold Schwarzenegger

***

* Alusão a “Terminator” (filme protagonizado por personagem de Arnold Schwazzenegger)

Tradução de Arnaldo V. Carvalho

2 thoughts on ““Não sou um homem feito por mim mesmo”, diz Arnold

  1. Pingback: Tentando votar direito (1) | Arnaldo V. Carvalho

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s