Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for Março, 2019

Resultado de imagem para piratas netflix

Segurança digital em 2019: Como não esquentar a cabeça com o Windows 10 (Notebook/PC) e Android (Celular).

Por Arnaldo V. Carvalho**

ATENÇÃO: Como as pragas virtuais (e as soluções para elas) estão sempre se renovando, só confie nesse artigo em 2019.

Começou assim: a série que assistia aparecia em francês, com legendas em francês. “Tilt esquisito do Netflix”, pensei. Passaram-se umas poucas semanas até que um dia, não foi possível assistir um filme. Motivo? Supostamente o direito a acesso simultâneo a que tenho direito já estava preenchido. Corre para a ajuda do Netflix, e o resultado foi claro: o serviço estava sendo usado por terceiros. Segundo os registros a página de registros dos acessos à conta*, o principal telespectador pirata da minha conta acessava da Argélia (o que justifica ele mudar para francês). Acessos também foram feitos da Suécia, da Grécia e do Brasil. Como?! “É muito fácil hackear uma conta”, me contou o profissional de suporte no chat.

Ao menos, acabar com aquilo foi fácil. Seguindo as instruções do agente de segurança da Netflix, de uma vez só se desconecta tudo e todos e se altera a senha. Fim. Devem já ter localizado outra conta para vampirizarem, a essa altura.

Enquanto os especialistas em segurança digital da Netflix não conseguem proteger as contas à altura, o episódio me levantou a lebre da segurança digital dos meus dados.

E aqui vou eu compartilhar o que andei fazendo para me proteger mais do que antes.

Passo 1: MUDAR AS SENHAS IMPORTANTES E TORNÁ-LAS DIFERENTES

Se você como eu tem aquela “senha padrão” para quase tudo, é hora de mudar isso. Cada lugar, uma senha. Se uma foi roubada, será mais difícil de se acessar todo o seu mundo digital. Mas é muita senha né? Rola então gerenciadores de senhas, se você precisar.

Um bacana é o nativo no Chrome: Quer opções? Veja essa matéria.

Passo 2: Baixar antivírus de confiança para o todos os dispositivos (PC, Note, celular… TODOS TODOS TODOS.

Como já perdi horas pesquisando os melhores dos últimos tempos, adianto esse trabalho para você. Após muito Google cheguei ao site da organização AV-TEST, que se dedica a um monitor de desempenho dos principais antivírus do mercado, mantendo-o sempre atualizado. Compilei a lista dos que tem nota máxima, tanto para celular como PC/Notebook). Aqui está:

Melhores Antivirus para celular (Android) em 2019:

(Cheque em: https://www.av-test.org/en/antivirus/mobile-devices/)

Esses são os campeões dos último testes, realizados em janeiro de 2019. Há duas notas  oferecidas para antivirus de celular: fator de proteção e facilidade de uso. Os campeões obtiveram a nota máxima, que é 6, nos dois quesitos. Eu escolhi o AVG, porque era o que menos ocupava espaço na memória e gratuito (ele tem umas propagandas internas que definitivamente não me perturbam).

Preciso dizer que, entre os antivírus citados, o que muda é que eles podem vir com muitos recursos extras (é aí que tentam realmente se diferenciar e conquistar clientes). Muitos tem gerenciadores de senha, proteção contra roubo (alguns permitem até você rastrear o telefone remotamente), proteção de dados diversos e muito mais. O AVG que é simplezinho não tem nada disso, o que faz considerar realmente uma versão paga e com tentadores recursos de limpeza e segurança.

Melhores antivirus para Notebook/ PC (Windows) em 2019:

(Cheque você mesmo em: https://www.av-test.org/en/antivirus/home-windows/)

Os campeões do ano pelo AV-TEST até aqui são:

  • Avira Antivirus Pro
  • Bit Defender
  • Bull Guard
  • McAfee
  • Norton
  • Vipre

Esses campeões da AV-TEST tem nota máxima para proteção, e facilidade de uso, como o celular. Mas também recebem nota máxima em performance, algo necessário na avaliação de antivírus para computadores pois muitos são lentos e ou afetam a performance geral dos mesmos.

Talvez você se surpreenda com minha decisão: Me mantive com o antivírus nativo do Windows, o Defender. Isso porque ele recebe nota máxima em proteção, que era o mais importante para mim, e nota “quase máxima” nos demais quesitos: 6 (proteção), 5.5 (performance), 5.5 (usabilidade). Outros artigos foram lidos para me dar certeza da decisão (aqui e aqui).

Passei o Defender na máquina três vezes, nas suas três possibilidades (rápido, avançado, e offline). Tudo limpo. Fiquei tranquilo. No entanto, a Netflix recomenda outros programas, alguns não avaliados pelo AV-TEST. Como o Defender não implica com outros antivirus, decidi testar mais dois (vai que…). Baixei o Adware e o Malwarebytes. O Adware deu problema na instalação, e isso para mim foi o suficiente para não seguir em frente com ele. O Malwarebytes instalou fácil e me deu 15 dias de teste da versão prêmium. Tudo o que precisava, pois não tenho a intenção de ficar com ele. É mais como pedir uma segunda opinião a um médico fora do caso. Nada sério. Ele deu falsos alarmes (só sei porque meus conhecimentos de informática permitem afirmar isso), o que é compatível com a nota mediana que obteve no AV-TEST (4.5)

A lição é: não fuja dos campeões que listei: eles realmente são diferenciados. As únicas exceções são o Windows Defender, caso o seu esteja rodando em Windows 10 (as versões anteriores não trabalham tão bem), e uma outra que não havia citado, o popular Avast, que é uma alternativa gratuita.

Passo 3 (só para quem tem Netflix): Cheque as atividades das contas de tempos em tempos e/ou quando a empresa te avisar de um novo acesso

A Netflix envia e-mails para o titular da conta quando um novo acesso ocorre de outro lugar. É a “senha” para visitar as últimas atividades e últimos acessos, conferindo se bate com os usos que você e sua família vem fazendo. Se tiver coisa estranha, repita a operação de segurança: troque a senha e desconecte todos os usuários.

Bons acessos e atividades para vocês!

Arnaldo

* É preciso acessar esse link para cada conta da sua casa, para ter certeza.

** Arnaldo V. Carvalho, pai, terapeuta, pedagogo, e como você se preocupa com segurança digital.

Anúncios

Read Full Post »

Blog do Pedlowski

roboEnquanto manifestações (umas grandes e outras nem tanto) aconteciam pelo Brasil para protestar contra a reforma da previdência proposta pelo governo ultraneoliberal de Jair Bolsonaro, uma verdadeira guerra acontecia nas redes sociais entre os apoiadores e adversários do pacote previdenciário.

O que muitos dos oponentes não sabiam é que estavam tomando parte de uma luta internacional contra um exército de robôs que foram contratados provavelmente por aqueles que têm mais a ganhar com a quebra do modelo de previdência pública e solidária que existe no Brasil para que seja implantada um que será sustentado por contribuições independentes e não solidárias, seguindo o modelo imposto no Chile pela ditadura militar de Augusto Pinochet.

Evidências da participação dessa armada internacional de robôs na defesa do modelo de previdência de capitalização (que só capitaliza realmente as instituições financeiras que vendem pacotes dessa modalidade de especulação financeira) foram divulgadas na rede social Twitter na…

View original post mais 190 palavras

Read Full Post »

Como anunciei há uns dias, Dra. Heloísa Lessa, que vem sendo perseguida pelas autoridades médicas no Brasil simplesmente por defender o direito de escolha da mulher (com todo o embasamento científico ao seu lado!), foi indicada para concorrer ao prêmio ,2019 HRIC CHAMPIONS da Ong internacional Human Rights in Childbirth (HRiC). Ontem, no Dia Internacional da Mulher, a HRiC anunciou que elas estava entre as campeãs! MUITO FELIZ! Merecidíssimo, Dra. Heloísa é a voz de defesa ao nascimento saudável, consciente, ecológico e de escolha da mulher!
Segue minha versão em português do anúncio resumido, feito por Facebook (O anúncio principalm encontra-se em: http://humanrightsinchildbirth.org/index.php/2019/03/08/announcing-the-2019-hric-champions-award-winners/):
HOJE, #8M, temos a satisfação de anunciar as Campeãs HRiC 2019!

Este é um reconhecimento pelas contribuições extraordinárias dos nossas Campeãs, para a realização dos direitos humanos durante o parto. As Campeãs serão embaixadores de HRiC por um ano.

Os Campeões HRiC 2019 são:

Midwife: Heloísa Lessa (Brasil)

Médica: Gloria Esegbona (Reino Unido)

Ativista: Sylvia Bahr (Honduras)

Advogada: Francisca Fernández Guillén (Espanha)

Nesta ocasião entregamos também o Prêmio Campeã Agnes Gereb, um prêmio especial que celebra as pessoas que têm promovido a causa dos direitos humanos no parto em condições extremamente adversas, e que podem ter sofrido assédio, assédio, sanções profissionais, perseguição legal , criminalização e até atos de violência física direta.
Este ano, sentimo-nos honrados por conceder o prêmio à pessoa que leva o seu nome: a parteira e obstetra Agnes Gereb, da Hungria.

Saiba mais sobre os nossos vencedores aqui:

http://humanrightsinchildbirth.org/index.php/2019/03/08/announcing-the-2019-hric-champions-award-winners/

Read Full Post »

%d bloggers like this: