Antes do sol sair

Céu sobre Mergulhão Praça XV

Em 2014, o celular anterior ainda tirava fotos melhores do que o atual. Esta aqui deve ter uns três anos. Para chegar ao trabalho no RJ uma de minhas alternativas era chegar ao Rio de Janeiro de barca. Próximo a estação, o ponto de ônibus se situava em um mergulhão. Do plano mais baixo, isso é o que se via na madrugada que acompanhava minha ida à labuta.

Em SP, por outro lado, chegava na rodoviária e ainda levava quase meia hora dentro dos subterrâneos paulistas, para o metrô finalmente me deixar na Dr. Arnaldo e me encantar com a beleza da manhã.

#o alvorecer é lindo #alvorecerlindo

Arnaldo, 22 de Jul de 2014

PS: as fotos de SP um dia as tive, pena não encontra-las para compartilhar.

Para onde olha essa criança?

Esse menino nasceu e cresceu durante a ditadura militar. Ele não sabia. Para onde ele olha? Um bichinho, uma distração do fotógrafo?

arn_3anos.jpg

Onde estará esse brilho, esse brilho nos olhos, nesse menino hoje, com quarenta e poucos anos? Porque ele precisará reencontrar esse olhar e de novo, atravessar os novos tempos. Agora, sabendo.

* * *

Essa foto eu ia publicar no dia das crianças, participando pela primeira vez desse movimento bonitinho das pessoas apresentarem “a criança que foram” em fotos antigas. Mas o clima do momento… O texto era outro. Deixa pra lá.

Arnaldo V. Carvalho, pai, escritor, terapeuta, professor.

Picasso e a Maternidade

Meus amigos sabem que o Picasso cubista nunca me seduziu. Simplesmente não me encanta, e você pode dizer que talvez eu não seja aberto a maneira como ele traduzia o mundo em representações fundidas em diferentes ângulos. Deve ser. O fato é que há obras em Picasso que amo, sobretudo de sua fase pré-cubista e uma mais tardia, após seu casamento com Jacqueline Roque, já com mais de oitenta anos. Nessa época, incursou no mundo das gravuras, e “Maternidade”, de 1963, é uma preciosidade rara.

Ela foi utilizada de maneira estilizada, como capa de um trabalho acadêmico sobre o tema, de Beatriz Miranda, mãe de minha primeira filha, Clara. No dia de hoje, 13 de maio, publico a versão original e a estilizada por mim na época, em homenagem a ela que completa vinte anos, e já tem tantas histórias para contar.

Para que saiba que ela inspira seus pais desde que nasceu!
Parabéns filha Clara!
Arnaldo

https://i.pinimg.com/236x/66/59/b0/6659b008816d63660725534b18fda9f0--picasso-drawing-pablo-picasso.jpgBitmap in logoparapapai.gif

Fong Shiu Yuen

cel_claro 321.jpg

Tirei essa foto num cartaz do metrô de São Paulo, em 2012 quando ainda trabalhava regularmente por lá. Fiquei impressionado com a qualidade da arte, mas não cheguei a visitar a exposição.

Apenas esse ano em que decidi procurar por Fong após tomar contato com a foto, descubro que, aparentemente, ele nos deixou.

Seu e-mail retornou, não existe mais. Seu Facebook está preservado “em memória de”. E uma singela página dedicada ao artista dentro do site de um restaurante chinês em São Paulo é muito vago quanto ao possível ocorrido.

Ficam aqui minhas homenagens, e se alguém souber o que ocorreu, por favor me aviar para que eu possa dirigir as corretas intenções. Independente de qualquer coisa, sua arte refinadíssima o imortalizou.

 

Foto

Gestação em toda a parte

O consultório onde atendia, na Rua Real Grandeza, era habitado por Heloísa Lessa, a papisa do parto ecológico, Rodrigo Vianna, obstetra humanizado e meu ilustríssimo irmão. Em toda a parte, as referências à gestação, parto e nascimento podiam ser vistas, em fotos, panfletos, esculturas. Essa é uma gestante escupida pelo filho do Mestre Vitalino, e nos olhava de um cantinho ao lado da pia do banheiro, enquanto acarinhava eternamente sua barriga cheia de Vida.

Publico essa imagem em homenagem à ginecologista Dra. Belinha, minha avó, que se viva hoje faria 102 anos. Foto tirada em 2011. (Arnaldo)

cel_claro 049.jpg

O melhor azeite português no Brasil (e com preço acessível!)

Eu fico até com medo de contar, bombar e resolverem aumentar o preço. Mas não seria eu. Lá da terra de uma tia, em Figueira de Castelo Rodrigo, há uma grande olival, que produz um dos melhores azeites que já experimentei na minha vida.

Figueira, que fica ao lado de Almeida, aldeia onde nasceram e foram criados meu pai e meus tios e tias da terrinha, agora exporta o Azeite Dulfal, vendido com exclusividade pelos Supermercados Mundial (pelo menos aqui no Rio). Quando o descobri há poucos anos, abri a garrafa e imediatamente me veio aquele prazer de quem se reencontra com pessoas que ama e não vê há tempos.

Recomendo imensamente, esse azeite que embora saia por não mais de R$22,00, tem a qualidade, o sabor, o aroma e o frescor de azeites bem mais caros, garanto. (Arnaldo)

Banheiros

Essa é a entrada do banheiro da Rio Decor, em Niterói. Adoro. Elegante e divertido. Nas portas internas do banheiro, a situação se inverte. Mulheres inspiradoras do tempo mais glamouroso de Hollywood. Já me contaram que no feminino que recebe as mulheres com Marilyn Monroe, a situação se inverte, é claro. (Fotos tiradas por mim em maio de 2016, Arnaldo)

IMG_20160518_140931.jpg

IMG_20160518_140912.jpg