Picasso e a Maternidade

Meus amigos sabem que o Picasso cubista nunca me seduziu. Simplesmente não me encanta, e você pode dizer que talvez eu não seja aberto a maneira como ele traduzia o mundo em representações fundidas em diferentes ângulos. Deve ser. O fato é que há obras em Picasso que amo, sobretudo de sua fase pré-cubista e uma mais tardia, após seu casamento com Jacqueline Roque, já com mais de oitenta anos. Nessa época, incursou no mundo das gravuras, e “Maternidade”, de 1963, é uma preciosidade rara.

Ela foi utilizada de maneira estilizada, como capa de um trabalho acadêmico sobre o tema, de Beatriz Miranda, mãe de minha primeira filha, Clara. No dia de hoje, 13 de maio, publico a versão original e a estilizada por mim na época, em homenagem a ela que completa vinte anos, e já tem tantas histórias para contar.

Para que saiba que ela inspira seus pais desde que nasceu!
Parabéns filha Clara!
Arnaldo

https://i.pinimg.com/236x/66/59/b0/6659b008816d63660725534b18fda9f0--picasso-drawing-pablo-picasso.jpgBitmap in logoparapapai.gif

Tempos de Prece (4)

Shalom Aleichem (canção tradicional judaica)
Shalom aleichem Malachei hasharet
Malachei elyon
Mimelech malchei hamelachim

 

Hakadosh baruch huBoachem l’shalom
Malachei hashalom
Malachei elyon
Mimelech malchei hamelachim
Hakadosh baruch hu

Barchuni l’shalom
Malachei hashalom
Malachei elyon
Mimelech malchei hamelachim
Hakadosh baruch hu

Tzeetchem l’shalom
Malachei hashalom
Malachei elyon
Mimelech malchei hamelachim
Hakadosh baruch hu

Composição: Jörgen Elofsson

Intérprete: Fortuna

Tempos de prece (3)

 

Heaven – Yusuf Islam (Cat Stevens) Tradução aqui

The moment you walked inside my door
I knew that I need not look no more
I’ve seen many other souls before
Ah but Heaven must’ve programmed you
The moment you fell inside my dreams
I realized all I had not seen
I’ve seen many other souls before
Ah but Heaven must’ve programmed you
Oh, will you, will you, will you?
I go where true love goes
I go where true love goes
I go where true love goes
I go where true love goes
And if you walk along and if you lose your way
Don’t forget the one who gave you this today
Follow true love, follow true love
Follow true love, follow true love
Oh, will you, will you, will you?
I go where true love goes
I go where true love goes
I go where true love goes
I go where true love goes
And if a storm should come and if you face away
That may be the chance for you to be safe
And if you make it through the trouble and the pain
That may be the time for you to know his name
The moment you walked inside my door
I knew that I need not look no more
I’ve seen many other souls before
Ah but Heaven must’ve programmed you
The moment you fell inside my dreams
I realized all I had not seen
I’ve seen many other souls before
Ah but Heaven must’ve programmed you
The moment you said I will
I knew that this love was real
And that my faith was seen
Oh, Heaven must’ve programmed you
The moment I looked into your eyes
I knew that they told no lies
There would be no good byes
Ah ‘cause Heaven must’ve programmed you
I go where true love goes
I go where true love goes
I go where true love goes
I go where true love goes
Compositores: Yusuf Islam

Tempos de prece (2)

 

A paz

A paz invadiu o meu coração
De repente, me encheu de paz
Como se o vento de um tufão
Arrancasse meus pés do chão
Onde eu já não me enterro mais
A paz fez um mar da revolução
Invadir meu destino, a paz
Como aquela grande explosão
Uma bomba sobre o Japão
Fez nascer o Japão da paz
Eu pensei em mim
Eu pensei em ti
Eu chorei por nós
Que contradição
Só a guerra faz
Nosso amor em paz
Eu vim
Vim parar na beira do cais
Onde a estrada chegou ao fim
Onde o fim da tarde é lilás
Onde o mar arrebenta em mim
O lamento de tantos “ais”
Compositores: Lucas Correa De Oliveira / Wilibaldo Neto
Intérprete: Gilberto Gil

Tempos de prece (1)

Amo.

My sweet Lord by George Harrison (tradução? clique aqui)

My sweet Lord
Mm, my Lord
Mm, my Lord
I really want to see you
Really want to be with you
Really want to see you, Lord
But it takes so long, my Lord
My sweet Lord
Mm, my Lord
Mm, my Lord
I really want to know you
I really want to go with you
Really want to show you, Lord
That it won’t take long, my Lord
(Hallelujah)
My sweet Lord
(Hallelujah)
My Lord
(Hallelujah)
My sweet Lord
(Hallelujah)
I really wanna see you
I really wanna see you
I really wanna see you Lord
I really wanna see you Lord
But it takes so long, my Lord
(Hallelujah)
My sweet Lord
(Hallelujah)
Mm, my Lord
(Hallelujah)
My my my Lord
(Hallelujah)
I really wanna know you
(Hallelujah)
I really wanna go with you
(Hallelujah)
I really wanna show you, Lord
That it won’t take long, my Lord
(Hallelujah)
Mmm
(Hallelujah)
My sweet Lord
(Hallelujah)
My my Lord
(Hallelujah)
Mmm
My Lord
(Hare Krishna)
My my my Lord
(Hare Krishna)
My sweet Lord
(Krishna, Krishna)
Oohh
(Hare Hare)
Now I really wanna see you
(Hare Rama)
I really wanna be with you
(Hare Rama)
I really wanna see you Lord
But it takes so long, my Lord
(Hallelujah)
Mmmm
My Lord
(Hallelujah)
My my my Lord
(Hare Krishna)
My sweet Lord
(Hare Krishna)
My sweet Lord
(Krishna, Krishna)
My Lord
(Hare Hare)
Mmmm
(Gurur Brahma)
Mmmm
(Gurur Vishnu)
Mmmm
(Gurur Devo)
Mmmm
(Maheshwara)
My sweet Lord
(Gurur Sakshaat)
My sweet Lord
(Parabrahma)
My, my my Lord
(Tasmayi Shree)
My, my my my Lord
(Guruve Namah)
My sweet Lord
(Hare Rama)
(Hare Krishna)
My sweet Lord
(Hare Krishna)
My sweet Lord
(Krishna Krishna)

Na pressão

Nunca foi tão atual. Já pararam para interpretar essa música? (Arnaldo)

Na Pressão (1999)

Lenine (1959-)

Olho na pressão, tá fervendo
Olho na panela
Dinamite é o feijão cozinhando
Dentro do molho dela

A bruxa acendeu o fogo
Se cuida, rapaziada
Tem mandinga de cabôco
Mandando nessas parada

Garrafada de serpente
Despacho de cachoeira
Quanto mais o fogo sobe
Mais a panela cheira

Olho na pressão, tá fervendo
Olho na panela
Dinamite é o feijão cozinhando
Dentro do molho dela

A bruxa mexeu o caldo
Se liga aí, ô galera
Tá pingando na mistura
Saliva da besta-fera

Chacina no centro-oeste
E guerrilha na fronteira
Emboscada na avenida
Tiro e queda na ladeira
Mas feitiço é bumerangue
Perseguindo a feiticeira

***

Mais cuidado. Mais amor. Menos divisão. Vamos juntos!

Orangotangos de Darwin… E nós mesmos.

Resultado de imagem para orangotango

Ontem em pequeno intervalo, peguei na minha estante do consultório o livro “A expressão emocional dos animais”, escrito pelo Charles Darwin (1809-1882). Ele mesmo!

Adoro esse livro. Como desde sempre, o abri ao acaso. Lá estava Darwin, discorrendo sobre as expressões faciais e corporais do orangotango frente a um espelho recém colocado em sua área no zoológico.

Quanto mais leio Darwin – e vou fazendo isso há tempos –  me impressiono com a dedicação de Darwin a compreender os demais espécimes, como se a eles perguntasse continuamente: me ajuda a descobrir quem ou o que sou?

(Arnaldo V. Carvalho)

Fong Shiu Yuen

cel_claro 321.jpg

Tirei essa foto num cartaz do metrô de São Paulo, em 2012 quando ainda trabalhava regularmente por lá. Fiquei impressionado com a qualidade da arte, mas não cheguei a visitar a exposição.

Apenas esse ano (2018) em que decidi procurar por Fong após tomar contato com a foto, descubro que, aparentemente, ele nos deixou.

27/03/2021- Recebemos de Yasmin Fong, filha do Sr. Fong, a confirmação de que seu pai passou em 2016. Lamentamos pela perda, e desejamos que sua arte siga preservada como um de seus legados à família e a humanidade. 

Seu e-mail retornou, não existe mais. Seu Facebook está preservado “em memória de”. E uma singela página dedicada ao artista dentro do site de um restaurante chinês em São Paulo é muito vago quanto ao possível ocorrido.

Ficam aqui minhas homenagens, e se alguém souber o que ocorreu, por favor me enviar para que eu possa dirigir as corretas intenções. Independente de qualquer coisa, sua arte refinadíssima o imortalizou.

O melhor azeite português no Brasil (e com preço acessível!)

Eu fico até com medo de contar, bombar e resolverem aumentar o preço. Mas não seria eu. Lá da terra de uma tia, em Figueira de Castelo Rodrigo, há uma grande olival, que produz um dos melhores azeites que já experimentei na minha vida.

Figueira, que fica ao lado de Almeida, aldeia onde nasceram e foram criados meu pai e meus tios e tias da terrinha, agora exporta o Azeite Dulfal, vendido com exclusividade pelos Supermercados Mundial (pelo menos aqui no Rio). Quando o descobri há poucos anos, abri a garrafa e imediatamente me veio aquele prazer de quem se reencontra com pessoas que ama e não vê há tempos.

Recomendo imensamente, esse azeite que embora saia por não mais de R$22,00, tem a qualidade, o sabor, o aroma e o frescor de azeites bem mais caros, garanto. (Arnaldo)

Cartões da Saúde (12) – Arte Mariana Massarani: Brincar é tudo de bom!

Esse é o décimo-segundo de uma série de cartões postais que estou publicando aqui no Blog. Linda arte, ótima mensagem, maravilhosa proposta da Binky para o Elos da Saúde, com ilustração da Mariana Massarani.