.

.

“‘Eu’ – dizes; e ufanas-te desta palavra. Mas ainda maior – no que não queres acreditar – é o teu corpo e a sua grande razão: esta não diz eu, mas faz o eu”.

(De Assim falou Zaratustra, Nietzche)

Anúncios