O Amor é Envolvente

Antes que minha alma me falasse,

o amor, em mim, era como um fio sutil,

tenso entre dois ganchos.

Mas hoje o amor se tornou uma auréola, cujo início é o fim

e cujo fim é o começo.

Circunda cada ser e se estende lentamente

para abraças tudo o que vai existir,
O amor, como a morte

muda todas as coisas.

Kahlil Gibran (1833-1931)