Medo da grandeza

Nosso medo mais profundo

Tradução do original por Arnaldo V. Carvalho

“Nosso medo mais profundo não é de sermos inadequados. Nosso medo mais profundo é que nós somos poderosos além da medida. O que mais nos espanta é a nossa luz, e não nossa treva.

Nos perguntamos a nós mesmos, Quem sou eu para ser brilhante, belo, talentoso, fabuloso? Atualmente, quem NÃO É?

Você é um filho de Deus. Fazer-se de pequeno não serve ao mundo.

Não há nada de iluminado em encolher-se para as pessoas não se sentirem inseguras perto de você. Nós todos somos concebidos para brilhar, como uma criança o é. Nós nascemos para fazer manifestar a glória de Deus que está em nós.

Não é somente em alguns de nós; é em todos nós.

E ao permitirmos nossa própria luz brilhar, nós inconscientemente damos a outras pessoas permissão para fazer o mesmo. Ao liberarmo-nos de nosso próprio medo, nossa presença automaticamente libera outros”.

Marianne Williamson

*   *   *

Nota: Optei por traduzir diretamente do original, pois as versões em português que circulam na Internet me pareceram em alguns pontos mal elucidadas. Pequenos detalhes que o lusófono poderá interpretar nas sutilezas de modo muito aproximado mas não igual ao desejado pelo autor. Arnaldo

Nota 2: Esse texto é de autoria comumente atribuída a Nelson Mandela, e circula apócrifo na Internet. Nossa leitora Vasudeva nos salvou da gafe. Gratíssimo!