Estivadores e Massagens

Fotos by Dida Padovan*; Texto Arnaldo V. Carvalho

 

Salve Mestre Santana!

Está lá o santo homem, diariamente, no porto de Vitória, ES, a atender corpos tensos, cansados da grande carga que a estiva, mesmo agora no tempo das máquinas, prossegue acontecendo. Lá está lá o homem, robusto, mãos enormes, já mostrando que não é jovem, mas disposto a proporcionar por alguns minutos o alívio que regenera as células, e ali, ali meus amigos, elas são felizes, e a mente se refresca com uma coluna renovada. Mestre Santana, artista de rua, da Arte de Curar, trata ali, na cara, para quem realmente precisa, desinteressado em esconder-se. Chegam lá seus clientes e não há tempo para sequer arrancar as botas. Deitam-se ali, à maca rude, para receberem seus tratamentos. Aproveita o Mestre Santana para vender suas pomadas para dor, Santaninhas de bolso para quando não houver chance de recorrer a mãos hábeis como a do Mestre.

VIVA MESTRE SANTANA! O MUNDO PRECISA DE MAIS GENTE ASSIM!

* Dida Padovan, 2011, direitos reservados; Obrigado Dida por compartilhar essa história, sem as fotos é até difícil de acreditar!