Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘organizar arquivos’

https://i0.wp.com/www.datacenterjournal.com/wp-content/uploads/2013/06/big-data61313.jpg

Para organizar seus arquivos espalhados por: computadores, celular, hd externo, pen drives…

Conheça os melhores programas de comparação e sincronização e livre-se da “bagunça virtual”

Arnaldo V. Carvalho*

Pois é, espalhou tudo: Você tem arquivos no celular, no computador, no tablet, no laptop, no HD externo, no pen drive. Alguns são quase idênticos – qual será o mais atual?

Quando a vida digital começa a ficar bagunçada demais pelo excesso de locais para armazenar arquivos, está na hora de uma faxina, e em seguida, adotar um programa de sincronização.

São programas que “olham” para o que você tem nos diferentes locais e vai coordenando as atualizações de um lado e outro, até que fique tudo atualizado e do jeito que te interessa.

O que você precisa saber sobre esses programas e o que eles precisam ter para você ficar segur@:

Como comentei, os programas de sincronia entre dispositivos olham os arquivos. O que torna o processo seguro é a existência da tecnologia “byte-to-byte”.

Comparação byte-a-byte: Esse programas de comparação e sincronização de arquivos têm muitos recursos e configurações. Mas para ser seguro eles precisam oferecer a comparação byte-a-byte entre arquivos antes de sincronizar. Byte a byte quer dizer que mesmo a menor alteração no arquivo será considerada – o que garante a exclusão acidental de, por exemplo, duas versões diferentes de um mesmo arquivo. Afinal, a máquina não tem como adivinhar qual você prefere.

Bi-direcional: Há sincronizadores que se prestam a transmitir alterações de A para B, por exemplo, do celular para o computador, e não ao contrário. O ideal é que ele seja bi-direcional, e qualquer alteração de qualquer dispositivo possa ser atualizado nos demais.

Tempo Real: Esse recurso faz com que qualquer inclusão, exclusão e alteração que você faça nos seus arquivos seja percebida pelo software de sincronização, que imediatamente atualiza os conteúdos dos outros dispositivos que também contém o arquivo. Útil sobretudo aos esquecidos.

Naturalmente, é desejável que o programa de comparação de arquivos tenha versão em português, seja livre de propagandas, e consiga sincronizar tanto offline quando online, com diferentes dispositivos.

A escolha do melhor programa

Como hoje em dia a oferta é imensa, custei um pouco para tomar a minha decisão. Busquei indicação em sites especializados, li análises e comentários, fui nos sites das empresas.

Os aplicativos que ficaram numa “finalíssima”, antes de minha escolha foram:

Pagos:

Liuxz: Esse eu entrei por propaganda paga no google. Parece ser confiável e mais simples de usar que os demais. Só que não testei e não vi comentários de usuários.

Goodsync: Esse é um software que embora pago tem ótimas referências de usuários na Internet. Não paguei porque acredito haver um opensource de qualidade, mas o valor não é caro para um software que cumpre o que promete (gira por volta dos 30 dólares). A vantagem de um software pago é a clarza, a facilidade de usar, e o suporte (normalmente em inglês).

Grátis (freemium e opensource)

Aplicativos “freemium” são geralmente ofertados por empresas que não ligam se o usuário doméstico utilizar seus produtos. O alvo da versão paga são as empresas. Assim, disponibilizam o programa completo para uso caseiro. Já o Opensource são programas produzidos por comunidades de programadores, e geralmente são gratuitos, vivendo a comunidade de donativos espontâneos.

Syncbackfree: Bem falado, fui ao site, que é honesto e mostra as diferenças entre a versão paga para empresas e a gratuita.

Allways Sync: Parece muito bom, versão free parece ótima e confiável.

Synchredible: Aplicativo alemão em lingua inglesa. A versão free é exatamente igual a comercial, só não dá suporte. Parece mesmo excelente. Por pouco não fiquei com eles.

PureSync: Foi o segundo mais mencionado por especialistas. De fato é grátis para usar em casa. Na página da empresa as explicações são muito claras e ele faz tudo o que eu pessoalmente busco.

FreefileSync: Essa foi a minha escolha de software. Muitos especialistas recomendando, centenas de usuários satisfeitos em diferentes páginas de download, comunidade ativa e software atualizado recentemente, possibilidade de uso em português, e faz tudo o que preciso. Além disso é leve e não traz propagandas escondidas!

Para um guia rápido de uso, recomendo os links abaixo:

Fora isso, é dar a dica: instale em todos os seus dispositivos logo e nunca mais morra de dúvida para saber se “está tudo lá” no seu equipamento. Com o FFS estará tudo lá, em todos os lugares.

***

* Arnaldo V. Carvalho, pai, terapeuta, cidadão. Fuçador de coisas de computador e tecnologias afins, costuma compartilhar com o mundo suas descobertas e conquistas no mundo cibernético.

Agradecimentos: A Wikipedia tem um verbete só sobre esse tipo de programa e tabelas interessantes me ajudaram a decidir e mesmo escrever este artigo:

https://en.wikipedia.org/wiki/Comparison_of_file_synchronization_software

Read Full Post »

*** O AUTOR AUTORIZA PREVIAMENTE A CÓPIA E DIVULGAÇÃO DE SEU ARTIGO, EM TODO OU EM PARTE DESDE QUE CITADA A FONTE; O AUTOR NÃO SE RESPONSABILIZA PELAS CONSEQUENCIAS DE USO ***

 

Por Arnaldo V. Carvalho*

Sim, o ano está terminando, e em 2010 você resolveu se desapegar. Resolveu ficar mais enxuto, livrar-se do passado, estar pronto para uma nova vida em 2011. Não fez isso AINDA? Que está esperando? Vamos lá! A Vida exige simplicidade, praticidade, desapego aos que quiserem viver o presente do Presente. Papeis velhos já foram? Roupas que você nunca usará, foram? Telefones de gente que você já nem lembra bem quem é, livros que já não serão relidos ou lidos, tudo aquilo que não fez a menor diferença para você nos últimos 7 anos e que você não pretende fazer descer do armário de cima ou do caixote enfiado num canto qualquer… Livre-se! Matéria é energia! Faça a energia CIRCULAR, e estará ajudando a Vida a andar pra frente também. Mas espere aí, e quanto a sua BAGUNÇA VIRTUAL? Esqueceu dela?

Quem pensa que o guarda-guarda resume-se aos conteúdos físicos, talvez não tenha se dado conta da imensidão de DADOS inúteis, repetidos, jamais usados que se acumulam nos agadês dos micros do mundo todo. São fotos embaçadas no meio de fotos boas; arquivos que ocupam 4 pastas diferentes, porque você foi copiando e lá está o computador sendo ocupado por 4 cópias idênticas; anotações de uma antiga aula que já perdeu o significado… Chegou a hora de acabar com isso!

Ensinarei neste post um passo a passo para a mais completa limpeza e reorganização do seu HD. Vamos lá?

PASSO A PASSO PARA A FAXINA DE ANO NOVO NO MICRO

PASSO 1: Limpezas automáticas

Há programas que vão ser utilizados para cada etapa. Nesta primeira, usaremos limpadores que além de jogar arquivos inúteis fora, otimizarão o sistema, deixando ele mais rápido – o que será importante na hora do passo 2, que envolve análises mais complexas e demoradas, e por isso mesmo pedirão um micro funcionando bem.

Baixe o CCLEANER e o ADVANCED SYSTEM CARE (ASC). Instale e execute um de cada vez, rodando as opções de limpeza e correção do registro. OBS: Ambos os programas tem a mesma função, mas o Ccleaner identifica erros que o ASC não identifica e vice-versa. Além disso o ASC faz outras correções no Windows que melhoram o desempenho da máquina. Caso queira, aproveite e desfragmente o disco, com qualquer um dos dois programas.

Dica: Se você entende um pouco mais de informática, pode aproveitar o CCLEANER e desabilitar todos os arquivos que inicializam com o seu sistema e que não são realmente necessários. Isso tornará o start da máquina mais rápido e vai reduzir os ícones da bandejinha que fica do lado do relógio do windows (o que significa que o computador também terá menos memória ocupada, ideal para máquinas mais antigas). É bem prático, mas nunca exclua, apenas desabilite.
.
PASSO 2: Desinstale programas que você não usa e ocupam espaço inútil no sistema
É bem possível que haja instalado na sua máquina programas que você nunca usou e nem sabe como foram parar aí. Outros você até sabe, como o do Imposto de Renda de anos atrás.. ele simplesmente ficou lá. Ainda, tem aqueles programas que ficam por malandragem: não te oferecem a opção de desinstalação. Pra piorar, saiba que a maioria dos programas deixa vestígios em sua máquina, e com o passar o do tempo o acúmulo também afeta o desempenho. Para resolver então esses assuntos é preciso um desinstalador DO BOM, ou seja, melhor que o que vem com o windows ou com os próprios programas. E o MELHOR gratuito hoje sem dúvida é o REVO UNINSTALLER. Baixe ele, instale e rode. Ele vai te listar tudo o que está instalado na máquina. É só seguir os passos e desinstale tudo com ele. Ele encontrará rastros no sistema que o desinstalador não quis mexer. Em geral, você pode autorizar apagar. Mas tome cuidado, só marque o que tiver certeza que só pertence ao programa que será apagado. Pronto, faça uso o Revo e limpe sua máquina de softwares indesejados e suas rebarbas no sistema, e vamos ao PASSO 3.
.
PASSO 3: Elimine backups velhos e arquivos duplicados

Esse talvez seja o grande diferencial de nosso artigo. Depois de alguns anos, é comum que a gente deixe que se acumulem CDs de Backup (cópias de segurança) do lado de fora do micro, e arquivos duplicados do lado de dentro. É aquela música que você já esqueceu e baixou de novo, aquela foto que você copiou para outra pasta e deixou o arquivo original em outra, é aquele arquivo que você renomeou para organizar melhor mas deixou o velho pra lá. Vamos resolver isso de uma vez?

Primeiro vamos utilizar um programa vai sem dúvidas acabar com arquivos duplicados e inúteis com toda a segurança: O Duplicate Cleaner (DC). É só clicar e seguir as instruções para baixar.

A vantagem do Duplicate Cleaner é que, além de ser gratuito, não apenas reconhece como cópia os arquivos de mesmo nome, data de criação, etc., mas também pelo método de análise byte a byte (que não deixa dúvidas sobre o arquivo ser idêntico – mais detalhes veja nas notas ao final desse Passo). A execução dessa operação tem muitos detalhes, de modo que vamos fazer um passo a passo  específico para eles.

PASSO A PASSO PARA A REMOÇÃO DE ARQUIVOS DUPLICADOS:

Passo 0 (preparação). Certifique-se que todas as suas pastas e arquivos pessoais encontram-se num mesmo local no computador. Se você tem arquivos pessoais no desktop, por exemplo mova-os para a pasta “meus documentos” (dentro dessa pasta central você pode ter quantas pastas quiser. Mova arquivos de seus pen drives que você tem dúvidas de estarem diferentes ou se há cópias no seu computador para dentro da pasta meus documentos também. Faça isso com cada CD de backup que tenhas; OPCIONAL Baixe o programa Everything 1.2 e instale. Rode o programa, é um localizador de arquivos muuuuito mais rápido e eficiente que o que vem no Windows, por isso vamos usa-lo. Agora procure pelo arquivo thumbs.db. Quando ele finalizar os resultados, selecione tudo e pressione o botão DEL no seu teclado. Dê ok e acabe com esses arquivos. Eles são arquivos ocultos que impedirão o DC de eliminar pastas que continham programas duplicados mas ficaram vazios após a limpeza. OK, agora você está realmente pronto.

1. Baixe, instale, e inicialize o Duplicate Cleaner. Abre-se a janela do programa;

2. Selecione a pasta “Meus documentos” (ou aquela onde todas as pastas e arquivos pessoais estiverem). Para isso, clique uma vez no local desejado (na sub-janela da esquerda) e depois clique na setinha que aponta que você vai jogar a pasta na sub-janela da esquerda, que mostra onde o DC fará sua varredura. Um pouco mais acima, deixe selecionado somente a opção “same content”, que fará uma análise profunda (byte a byte) e detectará os arquivos REALMENTE duplos, mesmo que eles tenham nomes diferentes, data de modificação, etc.;

3.Clique no botão SCAN, e aguarde a varredura. Se você tem muitos arquivos e seu computador não é dos mais rápidos, talvez queira fazer isso a noite, e deixar o programa rodar enquanto você dorme.

4. Finalizado o rastreamento, o programa mostrará um resumo do que encontrou. Se há arquivos duplicados, clique em “selection assistant”, no menu do alto do programa;

5. Abre-se uma pequena janela, com várias opções de seleção. Marque em “select by group” a opção “select all but one file of each group” e clique no botão “SELECT” correspondente a essa escolha. Feche a janela;

6. Agora clique em FILE REMOVAL, novamente no menu principal. Lá, clique no botão “DELETE FILES”. (Atenção: Se você deixar a caixa “DELETE TO RECICLE BIN” desmarcada, ele irá excluir SEM VOLTA os arquivos duplicados. Em geral eu faço isso, assim evito ter que depois ir limpar a lixeira para liberar de vez o espaço consumido por esses arquivos duplos.

Pronto!

Atenção 1 – Caso haja problemas no rastreamento das pastas e arquivos (o mais comum é a “Erro nos dados – verificação cíclica de redundância’, basta ir dando ok, o processo fica mais lento mas costuma ir ao fim. Caso em algum momento deixe de funcionar, pode ser que o micro seja lento demais para gerir tantos arquivos (é preciso muita memória RAM). Nesse caso, rastreie com mais calma, selecionando não a pasta que contém tudo, mas algumas subpastas de cada vez. Ex: Todas as que você acha que tem música, apenas.

Atenção 2 – Podem haver ainda arquivos “semi-duplicados”! São versões de um mesmo texto com uma ou outra modificação; uma mesma música, sendo que num arquivo ela termina com segundos de diferença; Etc. Caso queira verificar isso, pode-se efetuar um novo SCAN, porém sob outros métodos, ao invés do “same content”. Será preciso, após o rastreamento dos arquivos semi-idênticos uma comparação de um com o outro. Essa tarefa é mais complexa e exigirá um novo artigo de minha parte (quando eu tiver tempo eu faço, especialmente se houver muitos comentários me pedindo isso).

NOTA BENNE: Se quiser comparar com arquivos do Pen Drive, HD externo ou CD de backup, recomendo passar todos para o próprio HD, pois mídias removíveis possuem análise extremamente lenta.

NOTA BENNE 2: Caso você tenha MUITOS cds, pen drives, etc. para eliminar, convem fazer as comparações um a um, ou seja, você passa o conteúdo de um CD para o micro e compara, eliminando as cópias. Depois passa outro e assim por diante. Isso evita uma análise muito extensa, um HD lotado, etc., embora o processo vá demorar mais, seja mais repetitivo e requeira mais atenção.

SOBRE A comparação byte a byte: “Eu tenho dois arquivos com o mesmo nome na mesma pasta. Mas o Duplicate Cleaner não detecta eles como duplicados. O que aconteceu?” Aconteceu que neste método de análise, se um único byte (unidade de informação) estiver diferente, simplesmente ele vai saber e não considerar duplicado. Isso traz segurança para o processo e permite que a gente elimine de primeira a maior parte dos duplicados. Mas isso também fará a gente partir para outro método de análise APÓS ESSE, para sabermos que diferenças existem entre imagens, músicas, vídeos e textos MUITO SEMELHANTES.

PASSO 4 (final): Faça seu back-up

Após tanta limpeza, você já deve estar sentindo seu micro mais leve, rápido, com mais espaço no HD, preparado para o ano. Contudo, é preciso ter ao menos uma cópia de segurança atualizada de seus arquivos e pastas! Organize então seus arquivos de forma limpa e faça uma cópia em pen drive e outra em CD (ou DVD, dependendo da quantidade de dados que você possui). Breve pretendo também fazer um passo a passo de como organizar arquivos, álbuns etc. Mas por hora, espero ter sido útil a vocês!

Abraços, Arnaldo

*   *   *
* Arnaldo V. Carvalho é terapeuta, mas encara os problemas do próprio micro. É criador e administrador dos sites e blogs:

http://www.calorhumano.com.br e calorhumano.wordpress.com

http://www.aromatologia.com.br e aromatologia.wordpress.com

http://www.shiatsuemocional.com.br shiatsuemocional.wordpress.com

http://www.portalverde.com.br e portalverde.wordpress.com e

http://www.arnaldovcarvalho.com e arnaldovcarvalho.com

*** O AUTOR AUTORIZA PREVIAMENTE A CÓPIA E DIVULGAÇÃO DE SEU ARTIGO, EM TODO OU EM PARTE DESDE QUE CITADA A FONTE; O AUTOR NÃO SE RESPONSABILIZA PELAS CONSEQUENCIAS DE USO ***

Read Full Post »

%d bloggers like this: