Como a Domino’s garantiu a preferência

No dia 16 de setembro, o gerente da pizzaria Domino’s mais próxima de casa me ligou. Eu havia “descoberto” tardiamente que eles tinham a melhor pizza do meu bairro, e o serviço de pedido e entrega mais eficiente, mas o que descobriria com aquele telefonema ia muito além.

Ocorre que duas semanas antes eu havia feito um pedido, e pela primeira vez recebi uma pizza “com defeito”. A massa veio parcialmente crua – o que me fez no dia seguinte relatar o ocorrido no “fale conosco” da empresa.

Jones, o gerente, me procurou em poucos dias, e quando conseguiu fazer contato foi super gentil, escutando minha experiência, agradecendo por minha crítica e pedindo em nome da empresa uma nova oportunidade, me enviando no dia e hora de minha preferência a repetição do meu pedido sem custos.

É verdade que de vez em quando ouço histórias assim de empresas que se retratam de formas bacanas como essa. Mas no todo dos problemas e reclamações, esta ainda é uma conduta de exceção em nosso país.

Por isso, fiz questão de narrar publicamente o ocorrido, e dizer que o pedido de desculpas foi aceito, e a pizza que ele a Domino’s me enviou com este propósito chegou em trinta minutos (como aliás sempre chega, é incrível) e estava deliciosamente perfeita – como aliás sempre esteve com exceção da que reclamei.

Seguem abaixo fotos dessa maravilha que degustei ontem a noite.

Domino’s, parabéns pela competência!

Arnaldo

***

Meu pedido Domino’s “de sempre”: 2 Pizzas “meio a meio”, nos sabores 4 Queijos, Marguerita, Veggie e Bufala La Bianca. Pizza bem assada, cheirosa, deliciosa e 100% vegetariana. Recomendo!

Pizza da Adriana

https://i2.wp.com/foodies.blogs.starnewsonline.com/files/2009/10/pizza.jpg

Encontrei um receita da irmãzinha, e deu saudades.. publico a receita, que é deliciosa.

2 tabletes de fermento

1 colher de chá de açúcar

1 colher de chá de sal

1 copo de leite (grande) morno / frio.

2 ovos ligeiramente batidos

2 colheres de sopa de óleo

4 copos de farinha de trigo

Modo de fazer:

Dissolver os tabletes de fermento com o açúcar e o sal. Posteriormente, colocar o leite, o óleo, os ovos e a farinha de trigo. Trabalhar a massa com as mãos e abafar, deixando crescer durante meia hora.

OBS: a massa estará “no ponto” quando não mais prender nas mãos. Para isso, é necessário acrescentar um pouco mais de farinha, sem no enanto deixar que fique muito dura.

Quantidade: 2 tabuleiros.

*  *  *

Naturalmente que a receita é despretensiosa em relação a ser saudável… Pretendo em breve modifica-la, acrescentando orégano na massa, 10% de trigo integral, 10% de centeio, 10% de farelo de trigo, e 10% de algum amido gluten free. Dando certo, vou depois susbtituir o restante do trigo refinado aos poucos por quinoa, até acertar no ponto. O leite vai virar leite de alguma semente (coco, amêndoas, castanha-do-pará…) e/ou iogurte… Os ovos, orgânicos e o açúcar, penso que seria bem substituído por malte.