Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for the ‘Cuidar de casa’ Category

(Por Arnaldo V. Carvalho)

No verão deste ano a cidade de São Gonçalo penou com a soma de sua falta de infra-estrutura agravada pela crise entre a prefeitura e a companhia de limpeza, que provocou a paralização da coleta de toneladas de lixo em toda a cidade. Os moradores tiveram que enfrentar graves consequencias, entre elas, uma epidemia de moscas que ainda gera reflexos na qualidade de vida de todos.

Nosso combate cidadão se deu através de uma série de estudos e medidas, desde o rígido controle do lixo ao uso de métodos de eliminação de moscas. De tudo, o que mais nos pareceu interessante foi o uso de armadilhas.

Não consegui precisar quem inventou, e existem alguns tutoriais de como fazer por aí. As armadilhas são eficazes, ecológicas, fáceis e se baseiam no comportamento das moscas para captura-las sem chance de usarem uma de suas mais poderosas estratégias de sobrevivência da espécie: a reprodução.

Por isso mesmo faço questão de compartilhar a “receita” com vocês.

Para fazer a armadilha é preciso:

– 2 garrafas pet vazias.

– Fita adesiva, tesoura ou estilete.

– Tinta preta e pincel ou adesivo preto.

 

A montagem faz parte de uma campanha preventiva contra bicheiras. Mas a

Corte a primeira garrafa ao meio.  A base da garrafa é a base da armadilha. O topo deve ser colado ou fixado na base com fita de embalagem, de modo que o gargalo fique para cima. ao meio. Agora corte a segunda garrafa, deixando 2/3 da base para cima sendo um dos lados. O outro lado você descarta. O fundo dessa garrafa será o topo da armadilha. Fixe tudo com fita, formando um cilindro fechado, onde dentro está o gargalo da primeira garrafa. Pinte a base de preto, até a altura deste gargalho, ou fixe aí o adesivo preto. No meio dessa base faça pequenas aberturas retangulares por onde as moscas poderão passar.

Pronto.

 

e a isca para atrair as moscas:

Essa imagem demonstra uma outra colagem com as garrafas, onde se usa o topo da segunda garrafa para fazer o topo da armadilha. Isso já deve ter dado um estalo na sua cabeça né: com três garrafas se fazem duas armadilhas. Rende mais do que duas para uma!

– 200 ml de água;
– 50 gramas de açúcar mascavo;
– 1 grama de fermento biológico fresco;

Misture a água amornada com o açúcar, e em seguida adicione o o fermento. Basta colocar um pouco com cuidado pelas aberturas na base, o cheiro irá atrair muito as moscas, que ficarão presas sem chance de escapar. Essa dose deve dar para umas três armadilhas (depende do tamanho da pet que você usar).

OBS: Você pode usar qualquer cordinha, nylon ou  barbante para pendurar a armadilha. O ideal é espalhar algumas pelo local afetado. Em poucas horas já se nota grande diminuição no volume de moscas, e com o tempo elas serão derrotadas, a menos que haja algum foco vizinho, então… Compartilhe a ideia com os vizinhos!

Read Full Post »

Todos os anos em diversas épocas do ano meus amigos que me cobram e ou perguntam sobre essas datas ouvem o chato e radical dizendo que “são datas comerciais”, etc. e tal. Mesmo assim, acabamos sempre fazendo uma coisinha, só para não destoar da egregora, “vai que”, né! 🙂

Então, pois é, esse ano estou usando o “Dia das Mães” para brincar com a Dona Gilda, que além de ser mãe minha e de meus irmãos, é “uma mãe” sempre pronta a ajudar quem precisa. Resolvi deixar o vídeo perfeito para todos os que a conhecem.

Imaginem minha mãe tendo seu primeiro filho e entendam porque talvez nós filhos da Gilda tenhamos nos tornado do jeito que somos… Cada um reagindo a seu modo, é claro!

Esse vídeo deveria contribuir com direitos autorais para a vida de minha mãe. Sou a prova viva de que a tendência sempre é sobreviver à bagunça! Parabéns hoje e sempre Dona Gilda e mamães desorganizadas ou não de todo o planeta!

Arnaldo

Read Full Post »

(Por Arnaldo V. Carvalho)

atos passaram a invadir sistematicamente o meu quintal, o que me levou a procurar uma solução pacífica na Internet. Mas desde anteontem eles sumiram. Desconfio que alguém deu “um jeito”, e gostaria de acreditar que apenas os espantaram… Mas pode ter sido algo pior. Então antes que um vizinho menos humano resolva dar chumbinho ou similares sinistros para gatos, resolvi compartilhar com vocês leitores as pesquisas que fiz. Quem sabe vocês poderão resolver a vida de vocês e a dos gatos, que não têm culpa de terem nascido, e merecem viver como qualquer outro ser vivo.

OBS: Aqui eram quatro bichanos a compor a gataria que nos rondava. Resolveram fazer noso quintal de namoródromo oficial. Além dos gritos a noite toda, o quintal passou a feder terrivelmente e tornou-se um “campo minado”. A saída pacífica naturalmente nos pareceu ser repelente para gato!

1. PROBLEMA DE MUITA GENTE

Pesquisando pela Internet ficou claro que esse problema não é meu, é de muita gente! São CENTENAS DE MILHARES de páginas mencionando o tema (experimente colocar no google “como repelir gatos”, “repelente de gato”, “problemas com gatos de rua”, só por exemplo. só esse último tem mais de 1 milhão de páginas listadas).

A verdade é que além do namoro escandaloso no período do cio e ao mau cheiro causado pelo cocô e o xixi de gato, há outras complicações relacionadas a invasão de gatos forasteiros:

– Arranham carros e outros bens

– Furam sacos de lixo, e podem mesmo derruba-lo e espalha-lo.

– Deixam pelos. Mais limpeza e possibilidade de alergia.

– Estragam plantas, as vezes ornamentais e frágeis.

– Podem além do xixi ou cocô, eventualmente vomitarem, largarem pequenas carcaças e pedaços de animais caçados.

– E talvez o pior, transmitir doenças para animais domésticos e seres humanos. Para humanos a mais frequente é a perigosa toxoplasmose, mas há várias outras também bastante sérias (conheçam clicando aqui).

E diante de tanta reclamação, obviamente já há todo tipo de solução. Dos modernos “repelentes ultrassonicos” a soluções caseiras tem de tudo.

2. SOLUÇÕES

Filtrando as diversas sugestões que incluem morte e/ou maus tratos, ter cães, e as piadinhas infames (EX: “compre um tigre”), fica aqui a lista de soluções sugeridas pelas pessoas na Internet:

– Essência de coco

– Amônia (alguns porém dizem que os gatos não ligam)

– Pimenta do Reino

– Essência de Citronela

– Pimenta com manteiga

– Garrafas de água cheias

– Mistura de canela, alecrim e lavanda + vinagre e óleo de laranja

– Cascas de cítricos

– Essencia de eucaliptos (citriodora + staigeriana)

– Grãos de café

– Borra de café

– Alecrim

– Naftalina

– Som contínuo

– Vinagre

– Alarme de presença

– Tiras de couro embebidas em desinfetante com odor cítrico

– Sonifero (levando embora os gatos para longe)

– Mostarda

– Enxofre

– Repelente ultrassônico

– Repelente spray ou flocos (pet-shops)

Pois se repararem bem há três grupos metodológicos para repelir gatos: o dos cheiros, da audição e o da captura. Vamos analisar cada um deles:

A) Método do cheiro forte: A maior parte das sugestões indica para cheiros fortes. Para o apurado olfato do gato, cheiros fortes devem tornar-se algo como insuportável. Outra característica relacionada ao uso de aromas e cheiros fortes é vencer a competição territorial. Os gatos utilizam a urina e os excrementos como método de demarcação, de modo que se conseguimos eliminar o cheiro deles e o local tornar-se impregnado de um outro, fica descaracterizado aquele território como “dele”, e a insistência em retornos se reduz. Claro que do conjunto dos cheiros fortes, há alguns desagradáveis tanto para humanos como para gatos, enquanto que outros agradam os humanos mas não os gatos. Não resta dúvida, a melhor hipótese aqui é usar algo que te agrade e de preferência possa te beneficiar o jardim. A utilização do café, as tiras de couro embebidas e o spray com aroma de alecrim (feita com óleo essencial) seriam minhas soluções combinadas nesse campo.

B) Método repelente pelo som: Aproveitando a superaudição natural dos gatos, a indústria criou a solução ultrassonora. Nós não ouvimos mas os felinos sim, e eles odeiam. Não faz qualquer mal a eles, apenas eles manterão distância. Outra maneira é deixar um rádio ligado no local onde ele passou a frequentar. O instinto de alerta deles faz eles pensarem que tem ser humano ali e assim acabam não indo (tenho a desconfiança de que os gatos já bem “caras-de-pau” vão rir da sua cara com essa tentativa). Finalmente, há os alarmes de presença. Aproximou-se o gato, pronto, o bicho toca. Ele foge, e você acorda. Não recomendo também!

C) Método da captura (gaiola, sonífero): Em geral o cidadão “prático” que gosta de soluções “definitivas” sem que isso envolva ASSASSÍNIO captura os gatos e os solta há muitos quilômetros de distância para que não voltem. Para isso é fácil: basta colocar tranquilizante em um pouco de carne, os bichos capotam e aí é só capturar. Outro método envolve criar uma pequena armadilha de gaiola. Mas demora mais, eles são mais ariscos a cair numa dessas. Porém o “nobre cidadão” esqueceu dos habitantes próximos ao local onde ele soltou os gatos. Empurrar o problemas pros outros, o que é isso companheiros? Os gatos até se viram, mas também podem entrar em grande stress e sofrimento pela combinação da dificuldade de adaptação rápida a território desconhecido com possível hostilidades que sofrerão no novo local. Assim, o nobre cidadão precisará aperfeiçoar sua ideia, o que não é difícil. Basta encontrarem os Gateiros, os amigos (humanos) dos gatos. Eles se organizam pelas redes sociais (experimente escrever gateiro na procura do Facebook por exemplo, e há todo um voluntariado para recolher os gatos de rua, lhes providenciar cuidados básicos veterinários e lhes arranjar um humano cuidador, alguém que vai adota-los, ama-los e ser para sempre amigo e protetor. Assim, se as dicas repelentes falham, ou você realmente quer ajudar esses gatos que estão ali sem culpa nenhuma, planeje bem a captura para que seja rápida, indolor e anti-stress, já tenha antes um grupo gateiro acionado a espera de receber os bichinhos, e tudo ficará bem!

D) Dicas complementares

Parece natural que, além de usar um ou mais métodos para não ter mais os bichinhos a fazer bagunça no seu quintal, Evitar o que atrai os gatos: Lixo, e todo tipo de bichos que desaparecem com controle periódico preventivo (dedetização, desfurmigação, desratização, etc), rações para outros animais.

ALGUMAS FONTES DE CONSULTA

http://coisasdooffline.blogspot.com.br/2010/01/repelentes-para-caes-e-gatos.html

http://www.forumnow.com.br/vip/mensagens.asp?forum=114888&topico=2770064

http://bigodesegarras.blogspot.com.br/2011/12/gatos-de-rua.html

http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-441396304-repelente-ultasonico-de-quintal-para-gatos-prova-dagua-120m-_JM

http://www.casadosrepelentes.com.br/gatos/passa-fora-granulado-1kg.html

http://pt.wikihow.com/Fazer-um-Repelente-Caseiro-para-Gatos

http://arranhamequeeugostomuito.blogspot.com.br/2011_01_01_archive.html

http://linkanimal.blogs.sapo.pt/26759.html

http://br.answers.yahoo.com/question/index?qid=20061026072736AA4AvZw&ei=s-6nUOCqE5L08ATil4Bw&usg=AFQjCNGuyuTmky_Y5BJgFzNKb-NF4LdS0g

http://br.answers.yahoo.com/question/index;_ylt=AuxcPG0HEAPE8Mq9KwSC8yvaExV.;_ylv=3?qid=20080419113349AArizkX

http://br.answers.yahoo.com/question/index;_ylt=ApKRJpId289GLGWFKxS_UpraExV.;_ylv=3?qid=20080807052430AABcqIU

http://adoteumgatinho.uol.com.br

http://www.becodosgatos.com.br/principal.htm

http://www.arcabrasil.org.br/links.htm

http://roseflores.blogspot.com.br/2011/08/ainda-os-gatos.html

http://www.bichosmania.com.br/index.php?option=com_content&task=view&id=223&Itemid=59

http://www.wspabrasil.org/latestnews/2008/controle-populacional-gatos-qatar-historia-sucesso.aspx

http://br.answers.yahoo.com/question/index?qid=20070705153740AAI7GOg

http://www.ruadireita.com/animais-estimacao/info/as-doencas-transmitidas-pelo-gato/#axzz2Cm7Yf0oA

http://www.mariaminhoca.com.br/2010/07/gatos-de-rua-invasores.html

http://www.ruadireita.com/animais-estimacao/info/as-doencas-transmitidas-pelo-gato/#axzz2Cm7Yf0oA

http://www.facebook.com/groups/210719345685004/?fref=ts

http://dicasparagateiros.blogspot.com.br/

http://www.facebook.com/GateirasGateiros?filter=1

http://www.cafecomgato.com/2010/09/bom-dia-gateiros.html

Read Full Post »

%d bloggers like this: