Ver Deus nas diferentes religiões

https://i1.wp.com/www.feminismo.org.br/livre/images/stories/pessoas/leonardo_boff.jpg“Um teólogo que não consegue ver Deus para além dos limites de sua religião não é um bom teólogo. É antes um erudito de doutrinas.

Perde a ocasião de se encontrar com Deus, que se comunica por outros caminhos e que fala por diferentes mensageiros, seus verdadeiros anjos.

Deus desborda de nossas cabeças e dogmas.”

Leonardo Boff, em texto sobre a Umbanda

MEDITAÇÃO, RESPIRAÇÃO E RELAXAMENTO

Dia 18/12 – sábado – Das 09h ÀS 18h

Este curso oferecerá a oportunidade, através de ensinamentos e vivências, de olharmos com mais atenção para nós mesmos. Possibilitando assim a conscientização de hábitos e padrões que sustentamos inconscientemente e que produzem suas conseqüências em nossas vidas. E estando conscientes podemos transformar!

Respiração

Qual a importância de se respirar corretamente? Como respirar corretamente?

Meditação

Como lidar com pensamentos e emoções que surgem aparentemente sem controle e roubam nossa paz interior?  Como despertar a capacidade de viver no “aqui e agora”?

Relaxamento

Como nos dias atuais podemos dar conta das nossas obrigações e evitar estresse, ansiedades, tensões, fobias… E vivermos num estado alegre, equilibrado e agradável?

Facilitadores:

Carlos Henrique Viard Junior

Profissional de Educação Física, Professor de Yoga e Meditação

Juliana de Moura Quaresma Magalhães

Psicóloga e Facilitadora de Biodanza

Investimento: R$ 150,00 (em até 2 x de R$ 75,00)

Local: Espaço Levemente

Rua Lopes Trovão, 52/504 – Icaraí – Niterói

Inscrições e informações:

chviard@yahoo.com.br

(21) 8801-6594 ou (21) 9481-1777

Aulas de Yoga no Espaço Levemente:

Hatha Yoga

2ª feira e 4ª feira – das 20h às 21h e 30 min

3ª feira e 5ª feira – das 08h às 09h e 30 min

Yoga Restaurativa

5ª feira – da 15h às 16h

 

Prof. Carlos Henrique Viard Jr.

Dia 1º de dezembro – Palestra Aberta – 20 horas:

Como a prática da meditação pode transformar o mundo?

Com Carlos Henrique

No Espaço Levemente

 

 

ReplyReply All
Move….projetos arnaldo.responder segunda.site pai_ONG_querem apostila aro…a ver no brasilaltamiro vianna siteamigosanirvan_siteapasearnaldo_sitearnlandsaromaterapiaaromatologia_sitearquivobiabutike.netcalor humanoclarinhacompras virtuaiscontabilidadecurso aliment com sa…curso argentinacurso baurucurso cuiabácurso curitibacurso e congresso es…curso floripacurso itáliacurso karina e malu …curso masso_reichcurso mechacurso sylvio portocurso são paulocursos ademildecursos belemcursos foracursos incisacursos nordestecursos portugalcursos rio e niteróideise fonsecaeducacaoempresarioal_laboralenglishenglish_town_friendsfaceboxfogo azulgaleriadearte_osvkem…gegrupo reichianointeresse curso alim…interesse curso arom…interesse curso arom…interesse curso arom…interesse outros cur…interesse shiatsu ou…interesse shiatsu ri…interesse shiatsu sa…jogos de tabuleirojornada corpoespiritlista_alimentacaoloja_virtuallomilomimeus cursos – divulg…meus cursos – organi…minha faculdade onli…outros assuntosportal_verdeproducao do livroprofessorprofeta_gentilezaprojeto gestar citar…receitas culinariasrpgsenhas e cadastrosshiatsuemocional_gru…site joãoterapeutaterapeutizadotextos_interessantesvenda imovelviagem EUA
Select Message EncodingASCII (ASCII)Greek (ISO-8859-7)Greek (Windows-1253)Latin-10 (ISO-8859-16)Latin-3 (ISO-8859-3)Latin-6 (ISO-8859-10)Latin-7 (ISO-8859-13)Latin-8 (ISO-8859-14)Latin-9 (ISO-8859-15)W. European (850)W. European (CP858)W. European (HPROMAN8)W. European (MACROMAN8)W. European (Windows-1252)Armenia (ARMSCII-8)Baltic Rim (ISO-8859-4)Baltic Rim (WINDOWS-1257)Cyrillic (866)Cyrillic (ISO-8859-5)Cyrillic (KOI8-R)Cyrillic (KOI8-RU)Cyrillic (KOI8-T)Cyrillic (KOI8-U)Cyrillic (WINDOWS-1251)Latin-2 (852)Latin-2 (ISO-8859-2)Latin-2 (WINDOWS-1250)Turkish (ISO-8859-9)Turkish (WINDOWS-1254)Arabic (ISO-8859-6, ASMO-708)Arabic (WINDOWS-1256)Hebrew (856)Hebrew (862)Hebrew (WINDOWS-1255)Chinese Simplified (GB-2312-80)Chinese Simplified (GB18030)Chinese Simplified (HZ-GB-2312)Chinese Simplified (ISO-2022-CN)Chinese Simplified (WINDOWS-936)Chinese Trad.-Hong Kong (BIG5-HKSCS)Chinese Traditional (BIG5)Chinese Traditional (EUC-TW)Japanese (SHIFT_JIS)Japanese (EUC-JP)Japanese (ISO-2022-JP)Korean (ISO-2022-KR)Korean (EUC-KR)Thai (TIS-620-2533)Thai (WINDOWS-874)Vietnamese (TCVN-5712)Vietnamese (VISCII)Vietnamese (WINDOWS-1258)Unicode (UTF-7)Unicode (UTF-8)Unicode (UTF-16)Unicode (UTF-32)

Full Headers

Reply Reply All Forward Forward

Reply Reply All Forward ForwardReply Reply All Forward ForwardWelcomeInboxNewFoldersMail Options

Declaro-me Vivo! (via Sabedoria Universal)

Declaro-me Vivo! Bom dia, amados seres de luz, Hoje, trago a vocês um texto do índio Quechua, Chamalú. Os Quechuas são uma civilização aborígene sul americana, que foi tida como líder dos Incas, um dos impérios mais bem estruturados, com uma tradição oral muito rica. No texto, que é muito belo, o índio ressalta tudo aquilo que é bom em nossas vidas, declarando-se vivo por poder vivenciar e ter em si o amor e a felicidade. A linguagem é leve, contada de um jeito e … Read More

via Sabedoria Universal

Bichinhos-flores

 

Não são comuns no Brasil, mas lá fora os arranjos podem começar a ser oferecidos por cerca de 45 dólares. caro? Barato? Não importa, é muuuuuito lindinho!!!!

https://i1.wp.com/ima.dada.net/image/2562959.jpg
Chttps://arnaldovcarvalho.wordpress.com/wp-admin/post.php?post=828&action=editomo fazer esses bichinhos: http://www.flowerduet.com/flower_novelties.htm (inglês, pago)
http://dogs.thefuntimesguide.com/2010/01/dog_flowers.php
http://www.dailypuppy.com/articles/how-to-make-a-dog-flower-arrangement/c4f9c4b8-1445-19c7-ba52-f915d920a026
http://wiki.answers.com/Q/How_do_you_make_flower_puppy_arrangement
 

Flower Puppy

This bunny was made for Easter last year using Easter Lilies for the floppy ears.







Pulseirinhas energéticas: funcionam? não funcionam?

Esclarecimento prévio: Esse texto foi publicado originalmente no grupo de estudos Shiatsu Emocional, restrito aos praticantes, alunos e ex-alunos da mesma escola, em 13 de setembro deste ano. Resolvi publicar aqui porque não param de me perguntar! Texto segue na íntegra e sem revisão. Espero que seja útil a todos.
Abraços do Arnaldo.

Pulseirinhas Energéticas

Por Arnaldo V. Carvalho

As pessoas têm me perguntado sobre a pulseirinha energética chamada “power balance”. Será que funciona? Será uma fraude?

Nesse momento, há falta de estudos. Que formas, materiais e imagens podem interferir nas pessoas, isso não há dúvida. Assim, formas piramidais captam energia, formas parabólicas são capazes de convergir sinais úteis para a propagação de som, imagem (é a tecnologia dos satelites, antenas parabólicas, retransmissores, etc… Materiais orgânicos tendem a atrair energia enquanto inorgânicos a isolar; Imagens podem interferir na qualidade da água (vide os trabalhos de Masaru Emoto), e lembremos, somos feitos bastante de água. A percepção de que a forma interfere nos corpos e nas relações origina desde os tempos remotos símbolos místicos, mágicos, mas também inspiram a modelos de aplicações da engenharia e outras ciências.

O uso do conjunto forma+material utilizado foi utilizado por alquimistas medievos, pelos médicos tradicionais do oriente, e por cientistas. Estes, algumas vezes, são condenados por seus colegas, mesmo tendo realizados estudos reprodutíveis satisfatórios. É o caso de Wilhelm Reich e sua caixa de orgônio, por exemplo. Pensar que um simples cubo feitos de camadas de materiais simples possa curar é um perigo muito grande a indústria farmacêutica, aos métodos de cura exaustivos e caros. Não foi a toa que Reich morreu na prisão, após pedir, sendo julgado sob acusação de charlatanismo (sendo que Reich em vida jamais fez uso comercial da caixa), que seu aparato fosse avaliado por uma comissão científica, e não por juízes ou pessoas que não teriam conhecimento técnico para concluir satisfatóriamente a questão. Até hoje a caixa e seus efeitos são verificados, mas a ciência nunca chegou a uma conclusão do “porque funciona”. Os benefícios, contudo, ocorrem em animais, plantas, e mesmo em objetos (uma lâmina de barbear numa caixinha dessas permanece com o fio com mais tempo, por exemplo).

Assim sendo, não se pode por falta de estudo deixar de acreditar que um objeto baseado em forma/material não cause interferências, sejam positivas, sejam negativas. Pela mesma falta de estudos igualmente não se pode ser totalmente crédulo.

O Power balance pega carona na idéia da “forma que interfere”, da mesma maneira que há “cristais radiônicos” ligados hoje a poderosos computadores, que captam a informação dos cristais e emitem diagnósticos complexos, e podem inclusive interferir A DISTÂNCIA nos campos do objeto de estudo. Na clínica onde eu trabalho, há um aparelho desses (chama-se Quantek), custa milhares de reais e é utilizado por um radiestesista sério. Tem inclusive premiação e reconhecimento de autoridades governamentais de países da cortina de ferro como a Ucrânia.

Além do Power Balance, temos o símbolo compensador André Philippe, materiais de cerâmicas especiais (teoricamente emitentes de energia fotônica, em especial a infra-vermelha), imagens de pessoas santas, utilização de imãs e objetos imantados, símbolos místicos chineses, hindús e mesmo celtas, tudo utilizado em adesivos, adornos, objetos, gráficos, itens de vestuário e outros. A idéia é sempre a mesma: a forma, seu significado, seu material, sua composição final que inclui tudo isso no final das contas é energia/vibração, e essa energia com potencial vibratório poderá fazer diferença no corpo e na mente humana. Alguns desses itens passam a ser fabricados por uma indústria que alimenta gente muito interessadas em recorrer a recursos simples, com grandes benefícios e em princípio mínimos efeitos negativos. Quando isso acontece, é sempre o mesmo: a turma dos céticos ataca e ridiculariza, os crédulos compram sem pensar, e a indústria fatura.

Fato é que se essas coisas não são verdade ao menos em parte, teremos que desistir da idéia de recorrer ao shiatsu, a acupuntura e suas agulhas, e atualmente stipers (pastilhas de silício) e eletroestimuladores. Teremos de desistir também de outros aparelhos que captam outras formas de onda, como televisões, celulares, satélites, computadores. Por outro lado, se isso tudo ou parte disso é verdade, vale um pequeno comentário, é preciso mais preocupação com as cores que usamos, com os objetos em nossa casa, a disposição dos móveis, e também será necessário investir em planejamento urbano levando em conta essas coisas. Teremos que pensar num mundo com muito mais noção de impacto, e talvez passemos a catar minhocas antes de executar as fundações numa casa. O Feng-Shui será obrigatório e o mundo passará por um reconhecimento do meta-místico-científico, ou meta-científico-místico, como queiram. Mas vejam o que escrevi: verdade em parte.

Mesmo havendo benefícios, esses em geral são mínimos. São detalhes que não fazem a vida ficar tão melhor; Não fazem milagres, não curam doenças, não são capazes de substituir a única fonte real de cura, que vem do interior da pessoa e expressa-se e sintoniza-se no Amor/força-da-vida/sintonia-com-a-rede. A propaganda feita é sempre muito maior do que o efeito prometido. Há estudos que calculam que o preço real de um produto é de apenas 20% seu valor final (incluindo as despesas de produção e distribuição), porque os outros 80% são utilizados em MARKETING. Não duvidem se os famosos que usam as pulseirinhas ganharesm alguns milhares de dólares para faze-lo.

Um estímulo de meridiano pode causar tanto reequilíbrio quanto desequilíbrio. Um objeto no pulso poderá interferir em todo o corpo através do meridiano do coração, mas pode claro interferir negativamente nos circuitos como um todo. Assim, é sempre complicado a idéia de um objeto fixo a estimular todo o tempo um canal. De qualquer forma, ao longo das eras homens e mulheres utilizaram objetos fixos: anéis, brincos e cordões fazem parte do pelotão da indumentária mágica que tenta auxiliar as condições energéticas dos seres humanos. De algum modo, com o passar dos anos o corpo obviamente poderá sentir repercussões de tais estímulos, e se adaptará inclusive a elas.

O que interessa para nós no Shiatsu Emocional é, em última instância, é o que esses itens podem fazer com a cabeça das pessoas. Se por um lado, podem produzir benefícios reais, para além de um efeito placebo (que também entra na conta, o poder da sugestão está aí, e não é a toa que o Power Balance alardeia que artistas, atletas, etc. diversos estejam utilizando “e obtendo resultados”), por outro, repetir o processo de expropriação do poder de cura interior das pessoas.

Os terapeutas tem que ter muito cuidado antes de passar um remédio, seja ele floral, homeopático, aromaterápico, etc – quanto mais recomendar “objetos com propriedades terapeuticas”. Ele precisa pensar que, da mesma forma que a alopatia, quando recomendam um remédio externo a um indivíduo, estão lhe destituindo seu próprio poder. Afirmam: “seu corpo não consegue se equilibrar, precisa de uma fonte externa”. Vivemos num mundo de Sansões sempre a perder seus poderes quando cabelos são cortados. Assim, pessoas já não dormem sem seus ansiolíticos, dependentes de cocaína já não transam sem cheirar, o corpo não acorda sem um cafezinho, a tiróide não funciona sem a tiroxina”zinha”, a vida já não presta caso se esteja sem apoios para todos os lados. Se no passado um velhinho se apoiava numa bengala, nos dias de hoje estamos todos apoiados, desde crianças (com seus “voadores”), em muitas bengalas, que nos facilitam a vida, fazem por nós – e nos fragilizam.

É isso o que queremos, enquanto terapeutas? Desejamos estimular dependências? Desejamos retirar o poder do corpo, da cura? Ainda essa semana o assunto das vacinas voltou a tona no grupo de estudos. Aqui, o assunto é o mesmo. Seja para prevenir ou remediar, afinal, quem é que deve fazer o esforço, as transformações químicas e biológicas, a regulação energética? O indivíduo deve ser declarado definitivamente um incapaz ?

Claro, vivemos em grupo, a co-dependência é necessária, e o corpo é passagem. É passagem, a energia entra e sai, o sal entra e sai, o ar, os alimentos entram e saem. Fazemos parte de um sistema muito maior, e esse sistema é fantástico quando todos participam da maneira correta. A sensação que temos é que o bicho-homem não está colaborando e o resultado se refletirá aos seus indivíduos, na sua coletividade, e finalmente a toda a natureza. É bom interagir com todas as forças: pessoas, natureza, roupas, tecnologia… É bom ter a disposição um arsenal de técnicas e medicamentos, e é bom fazer parte de uma rede onde, quando alguém falha ou outro pode ajudar a arrumar.  É ruim quando essas interações se tornam desequilibradas, tendenciosas, desorganizadas, sem sintonia com o Tao. A sintonia com o Tao requer um compromisso íntimo de cada um para com esse Equilíbrio, em todas as suas esferas (do microverso ao macroverso).

Resumindo, podemos montar uma pequena carta de vantagens e desvantagens no uso de terapeuticas externas (aqui o exemplo é da pulseirinha):

Vantagens no uso do Powerbalance (isso é, caso funcione!):

– Pode causar algum tipo de interferência positiva nos meridianos, nos campos eletromagnéticos e vitais da pessoa.
– Pode atuar mesmo sem a consciência do indivíduo, mesmo que ele não faça esforço e mesmo que esteja dormindo, por exemplo.
– Pode gerar um efeito placebo positivo.

Desvantagens claras no uso do Power Balance:
– Pode causar distúrbios no equilíbrio natural dos meridianos, ainda que seus fabricantes digam que não;
– Fomento a sociedade de consumo-capitalismo-originárias de diversas neuroses;
– Transferência NO MÍNIMO PSICOLOGICA do poder (e responsabilidade!) de auto-organização para um objeto;
– Terapia que não envolve conscientização, não envolve relações humanas e consciencia do papel do indivíduo na Rede Vital e a relação disso com sua própria saúde;

Espero que minha análise seja útil a todos.
Um abraço,
Arnaldo

Alguns links para/sobre a pulseirinha power balance:

http://yahoo.tecontei.com.br/noticias/braceletes-que-prometem-equilibrio-viram-mania-entre-os-famosos-87284.html

De relógios caros a bolsas com preços igualmente astronômicos, os famosos sempre lançam moda. Mas a novidade desta vez cabe no orçamento de muita gente e não é feita de pedras preciosas ou de ouro. As pulseiras de plástico Power Balance e similares prometem equilibrar o organismo e já tem um time de fãs de peso. Leonardo DiCaprio, PDiddy, Robert De Niro, Khloe Kardashian, David Beckham, Luciano Huck e Ana Maria Braga, entre outros, não tiram as suas dos pulsos.

GALERIA DE FOTOS: Veja quem usa os braceletes energizantes

De acordo com o fabricante, o segredo do acessório são dois hologramas com frequencias que reagem positivamente com o campo de energia do corpo, dando sensação de bem-estar. Atletas como Beckham, Cristiano Ronaldo, Shaquille O’Neal, Lamar Odom – marido de Khloe – e Rubens Barrichello não deixam as suas em casa. Os braceletes fariam com que além do equilíbrio corporal, a força e a flexibilidade fossem maiores.

Apesar da legião crescente de usuários, os benefícios não são comprovados cientificamente. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) proibiu, em 3 de setembro, propagandas que façam menção aos supostos efeitos terapêuticos. Segundo a agência, o produto não é registrado no órgão e não pode ser vendido com a proposta de melhorar a saúde.

sites e vídeos sobre a pulseirinha:
http://www.powerbalance.com/
http://www.brasilpowerbalance.com/

http://www.mdig.com.br/index.php?itemid=9751
http://www.youtube.com/watch?v=XnM_M5YkG_I
http://www.fayerwayer.com.br/2010/05/nao-caia-no-golpe-das-pulseirinhas-power-balance/
http://www.pulseirapowerbalance.com/

Por que existem cursos de Shiatsu de duração tão variada? (via Shiatsu Emocional)

"Eu sei que precisamos de três anos de estudo … como eu já encontrei em muitos cursos que duram uma semana? como você aprende em uma semana? que são muito básicos …. Eu quero me tornar um professional de Shiatsu, como posso fazer? Onde há um bom curso em Belo Horizonte?" Simon, Belo Horizonte e Itália Você pergunta como existem formações que ocorrem em finais de semana e ao mesmo tempo outras que duram 3 anos. Primeiro preciso lhe alertar: A … Read More

via Shiatsu Emocional

O sonho de Chuang Tzu

“Uma vez sonhei que era uma borboleta, uma borboleta flutuando feliz pelo ares! Mas assim que despertei, percebi que meu corpo era humano, o mesmo de sempre, forte, compacto, de carne e osso. Porém, ainda totalmente tomado pelo prazer do vôo e pela sensação da liberdade das asas, pensei assim: Será que isso foi Chuang tse sonhando que era um borboleta ou a borboleta sonhando que era Chuang tse?”
Chuang Tzu, 389-286 a. C.

*

“Uma vez Chuang Tzu sonhou que ele era uma borboleta, uma borboleta a voar e flautear por aí, feliz consigo mesmo e fazendo o que desejava. Ela não sabia que era Chuang Tzu. De repente ele levantou-se e lá estava ele, o sólido e infalível Chuang Tzu. Mas ele não sabia se era Chuang Tzu que havia tido um sonho que era uma borboleta, ou era uma borboleta sonhando que era Chuang Tzu. Entre Chuang Tzu e uma borboleta deve haver alguma distinção. Isto é chamado a Transformação das Coisas.”
Chuang Tzu, 389-286 a. C.

File:Zhuangzi-Butterfly-Dream.jpg
Há duas traduções. Uma, mais antiga e poética, e que circula amplamente na Internet em português. Outra, mais completa e filosófica, traduzida por mim do inglês (o tradutor do original chinês é um estudioso da obra de Chuang Tzu). Na dúvida, deixei aqui as duas formas para os meus amigos leitores. Bons vôos. Arnaldo

Toque de Seda: Sabonetes pela técnica Cold Process em Portugal (via Aromatologia e Aromaterapia)

Toque de Seda: Sabonetes pela técnica Cold Process em Portugal A aromaterapeuta Mariana Franco, de Braga, Portugal, está enviando para toda  parte em Portugal e exterior sabonetes feitos pelas técnicas mais avançadas e naturais da cósmética aromaterápica. Uma especialidade rara, onde óleos finos passam por processo de saponificação lenta, enquanto incorporam propriedades hidratantes, higienizantes e emolientes. Tal técnica permite  a confecção de um tipo de sabonete que é sem dúvida ideal para pessoas alérgi … Read More

via Aromatologia e Aromaterapia

Hatha Yoga Prof. Hermógenes agora em Niterói

Método de Hatha Yoga Hermógenes

A prática de Yoga oferecida no Espaço Levemente é ministrada pelo Professor Carlos Henrique Viard Jr. e orientada pela Associação Hermógenes de Yogaterapia e Saúde Plena. Associação que têm como missão propagar os ensinamentos e a obra do Prof. Hermógenes ao desenvolver pessoas interessadas no aprofundamento e desenvolvimento de seu trabalho. Professor Hermógenes é o precursor da terapia holística no Brasil e um dos pioneiros do Yoga.

A prática regular de Yoga pacifica as emoções, traz clareza e concentração para a mente, potencializa e regula a energia pessoal, promovendo e fortalecendo, consequentemente, a saúde. O método terapêutico chamado Yoga integra corpo, mente e espírito.

Muitos potenciais humanos podem ser despertados pela prática de Yoga; muitos males que atualmente atingem os seres humanos podem ser atenuados e até sanados pela prática de Yoga.

Será oferecido aos participantes, além da prática de Yoga através de ásanas (posturas), técnicas de meditação, auto-questionamentos, reflexões e vivências para facilitar o despertar dos próprios potenciais, a transformação dos aspectos que geram sofrimento e o contato com uma dimensão mais pura do próprio ser.

Professor: Carlos Henrique Viard Junior

Autorizado pela Associação Hermógenes de Yogaterapia e Saúde Plena.

Número máximo de 12 alunos por turma – Inscrições abertas!

Turma da manhã: terças e quintas / das 8h às 09h30min

Prática de Hatha Yoga

Turma da noite: segundas e quartas / das 20h às 21h30min

Prática de Hatha Yoga

Metodologia: as aulas são divididas em 3 momentos:

1° Prática consciente de ásanas (45 minutos).

2° Meditação (10 minutos)

3° Ensinamentos (15 minutos) – todo mês será comentado um tema específico.

Na última aula de cada mês haverá uma troca de experiências entre todos os participantes com relação à prática do tema que foi trabalhado no mês.

Turma da tarde: quintas / das 15h às 16h

·       Prática de Yoga Restaurativa

Método elaborado por Judith Lasater, que utiliza posturas de yoga “yin”, calmantes, com uso de alguns acessórios, os chamados props. O objetivo da prática é propiciar ao aluno o desenvolver da compaixão, que de acordo com ela, “irá mudar o mundo e a maneira que nos relacionamos com nós mesmos e com o outro”, através do profundo relaxamento físico e mental.

Mensalidades:

Hatha Yoga (manhã e noite): R$ 150,00.

Yoga Restaurativa (quinta à tarde): R$ 110,00

Espaço Levemente: Rua Lopes Trovão, 52/504 – Icaraí

Informações: chviard@yahoo.com.br / (21) 8801-6594

 

Sobre o professor:

Profissional de Educação Física CREF1/RJ – 4754.

Mestre de Reiki – Terapeuta Floral

Formação em Educação em Valores Humanos

Formação em Constelação Familiar – Atendimento Individual

Orientador de grupos de autoconhecimento, desenvolvimento pessoal e meditação.

Especializado em Yoga Restaurativa – True Love Yoga

Atualmente cursa a Formação em Instrutores de Yoga do Instituto Simplesmente Yoga, com o professor Marco Schultz.

Professor autorizado pela Associação Hermógenes de Yogaterapia e Saúde Plena.

“Faça Yoga para ser melhor para os outros e não melhor que os outros”.

Professor Hermógenes

Galeano e o direito de sonhar

Anos antes de 2000, Eduardo Galeano deu-se o direito de sonhar com um mundo melhor a partir do novo século e milênio. Seu texto foi lido por mim desde 1998 nos cursos que dei vida a fora, e até alguns anos depois do ano 2000, a despeito de uma aparente data de validade de seu texto. Isto porque os sonhos de Galeano permanecem sonhos, e o  sonhar vale para a vida toda, enquanto inconcretos forem. Como já antes de mim apregoou Quintana em sua beleza leve e romantica de passarinho: “Se as coisas são inatingíveis… ora! / Não é motivo para não querê-las… / Que tristes os caminhos, se não fora  / A presença distante das estrelas!”.

Mas sim, o escritor uruguaio queria mais com seu texto. Queria a reverberação, queria o acender de olhos acinzentados pela desesperança. Queria provocar, e ver o quanto palavras terão poder de mudança para este mundo. Repleto de intenção, desejo de ultrapassar a utopia e galgar o terreno insólito (para nós) da concretude para com o que é bom.

Galeano profetiza, em tom de devaneio onírico, que mulheres assumam o poder nas américas. Elege uma negra para o Brasil, outra para os EUA, e índias para o Perú e Guatemala. Quem diria que teríamos num mesmo momento um presidente negro nos EUA, um índio na Bolívia, uma mulher no Brasil? É no mínimo uma constatação, embora um tanto distorcida e atrasada em dez anos, curiosa. Será o panorama americano atual uma caricatura de mau gosto do mundo harmonioso pretendido pelo povo e Galeano? Veremos um dia os demais sonhos de Eduardo Galeano tornarem-se, ao menos, meias realidades?

Arnaldo

 

O Direito de Sonhar

 

Eduardo Galeano*

https://i2.wp.com/www.larepublica.com.uy/publicaciones/101/20080701/images/317881_0.gif

Tente adivinhar como será o mundo depois do ano 2000. Temos apenas uma única certeza: se estivermos vivos, teremos virado gente do século passado. Pior ainda, gente do milênio passado.

Sonhar não faz parte dos trinta direitos humanos que as Nações Unidas proclamaram no final de 1948. Mas, se não fosse por causa do direito de sonhar e pela água que dele jorra, a maior parte dos direitos morreria de sede. Deliremos, pois, por um instante. O mundo, que hoje está de pernas para o ar, vai ter de novo os pés no chão.

Nas ruas e avenidas, carros vão ser atropelados por cachorros.

O ar será puro, sem o veneno dos canos de descarga, e vai existir apenas a contaminação que emana dos medos humanos e das humanas paixões.

O povo não será guiado pelos carros, nem programado pelo computador, nem comprado pelo supermercado, nem visto pela TV. A TV vai deixar de ser o mais importante membro da família, para ser tratada como um ferro de passar ou uma máquina de lavar roupas.

Vamos trabalhar para viver, em vez de viver para trabalhar.

Em nenhum país do mundo os jovens vão ser presos por contestar o serviço militar. Serão encarcerados apenas os quiserem se alistar.

Os economistas não chamarão de nível de vida o nível de consumo, nem de qualidade de vida a quantidade de coisas.

Os cozinheiros não vão mais acreditar que as lagostas gostam de ser servidas vivas.

Os historiadores não vão mais acreditar que os países gostem de ser invadidos.

Os políticos não vão mais acreditar que os pobres gostem de encher a barriga de promessas.

O mundo não vai estar mais em guerra contra os pobres, mas contra a pobreza. E a indústria militar não vai ter outra saída senão declarar falência, para sempre.

Ninguém vai morrer de fome, porque não haverá ninguém morrendo de indigestão.

Os meninos de rua não vão ser tratados como se fossem lixo, porque não vão existir meninos de rua. Os meninos ricos não vão ser tratados como se fossem dinheiro, porque não vão existir meninos ricos.

A educação não vai ser um privilégio de quem pode pagar por ela.

A polícia não vai ser a maldição de quem não pode comprá-la.

Justiça e liberdade, gêmeas siamesas condenadas a viver separadas, vão estar de novo unidas, bem juntinhas, ombro a ombro.

Uma mulher – negra – vai ser presidente do Brasil, e outra – negra – vai ser presidente dos Estados Unidos. Uma mulher indígena vai governar a Guatemala e outra, o Peru.

Na Argentina, as loucas da Praça de Maio vão virar exemplo de sanidade mental, porque se negaram a esquecer, em tempos de amnésia obrigatória.

A Santa Madre Igreja vai corrigir alguns erros das Tábuas de Moisés. O sexto mandamento vai ordenar: “Festejarás o corpo”. E o nono, que desconfia do desejo, vai declará-lo sacro. A Igreja vai ditar ainda um décimo-primeiro mandamento, do qual o Senhor se esqueceu: “Amarás a natureza, da qual fazes parte”. Todos os penitentes vão virar celebrantes, e não vai haver noite que não seja vivida como se fosse a última, nem dia que não seja vivido como se fosse o primeiro.

*   *   *

* Eduardo Galeano (1940-) é jornalista e escritor uruguaio. O texto foi publicado no diário argentino Página 12, em 29 de outubro de 1997, com o título “El derecho de soñar”.

O homem que vê o mundo com a ponta dos dedos (via DANÇANTES POR NATUREZA)

O homem que vê o mundo com a ponta dos dedos Eis um caso de neuroplasticidade muitíssimo interessante: um homem que nasceu cego e pinta usando nuance de cores, sombras e perspectiva tridimensional. Esref Armagan nasceu na Turquia, e nunca viu um raio de luz. Para ele a cor é uma propriedade que os objetos têm e perspectiva é algo que aprendeu em conversas casuais com os amigos. Não teve educação formal e nem aprendeu a ler em Braille. Desde criança fazia rabiscos no chão e quando jovem reso … Read More

via DANÇANTES POR NATUREZA