Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘pensamento sábio’

“O silêncio é infinito como o movimento não tem limites. Para mim, o único limite é a palavra.”

Marcel Marceau, mímico (1923-2007)

Anúncios

Read Full Post »

“Tanta gente existe, e pouca gente vive”

Oscar Wilde (1854-1900)

Resultado de imagem para oscar wilde

Read Full Post »

Cresci criado por uma mãe maravilhosa, mas por razões que só cabem a ela, nunca conseguiu chegar na hora. Por anos de minha juventude, cheguei a me pensar ser como ela, repetindo a situação… Mesmo no campo profissional, a total falta de amadurecimento para com o fenômeno do tempo fez muitos de meus clientes esperarem mais do que deviam. Até que me relacionei com uma pessoa que era pior do que eu, e a quem esperava quase sempre em diversos encontros. Foi preciso viver o “outro lado” para entender que aquilo não era bom. Aprendi. Não sou um “british man” permanente, mas dificilmente atraso, e quando o faço quase sempre é por pouquíssimo tempo. Entendi que isso era parte do valorizar o outro. Deixo vocês com uma frase indiana, lembrada em um curso por minha doce amiga e mestra Laura Uplinger. Saudades de você Laura!

“Pontualidade é o primeiro grau de Amor”.

(Sabedoria Indiana)

https://i0.wp.com/www.newearth.media/wp-content/uploads/2014/09/Laura-Uplinger.jpg

Read Full Post »

https://arnaldovcarvalho.files.wordpress.com/2014/12/b1a2d-bloch.jpg?w=500“Almejar uma sociedade que ainda não existe, mas que é uma possibilidade real”.

Ernest Bloch (1885-1977)

Read Full Post »

No consultório do meu professor Sylvio Porto, há um quadro branco, frequentemente usado para supervisões e aulas menores. Certo dia ao entrar encontrei o seguinte dizer:

Nunca reclame daquilo que você permite

 

Um dia inspirador e decidido para você. (Arnaldo)

Read Full Post »

“Há mais razão no teu corpo do que na tua melhor sabedoria”.

(Zaratustra, personagem de FRIEDRICH W. NIETZCHE, em ASSIM FALOU ZARATUSTRA)

Read Full Post »

Não costumo gostar de textos onde o autor “diz como se deve fazer” – a frustrante fórmula típica da autoajuda. Mas nesse pequeno trecho de sua Desiderata, Max Ehrmann deseja o que é mais difícil de se ler alguém desejar, e pondera com tal bom senso sobre valores a serem cultivados, que achei que valia a pena compartilhar. (Arnaldo)

 

“Siga placidamente por entre o ruído e a pressa elembre-se da paz que pode haver no silêncio. Tanto quanto possível, sem sacrificar seus princípios,conviva bem com todas as pessoas. Diga sua verdade serena e claramente e ouça os outros, mesmo os estúpidos e ignorantes, pois eles também têm sua história. Evite as pessoas vulgares e agressivas, elas atentam contra o espírito. Se você se comparar com os outros, pode se tornar vaidoso ou amargo, porque sempre existirão pessoas piores ou melhores que você. Usufrua suas conquistas, assim como seus planos. Mantenha o interesse pela sua profissão, por mais humilde que seja. Ela é um bem verdadeiro na sorte inconstante dos tempos. Tenha cautela em seus negócios, pois o mundo está cheio de traições. Mas não deixe isso cegá-lo para a virtude que existe. Muitos lutam por ideais nobres e por toda a parte a vida está cheia de heroísmo. Seja você mesmo. Sobretudo, não finja afeições. Não seja cínico sobre o amor, porque,apesar de toda aridez e desencanto, ele é tão perene quanto a relva. Aceite com brandura a lição dos anos, abrindo mão de bom grado das coisas da juventude. Alimente a força do espírito para ter proteção em um súbito infortúnio. Mas não se torture com fantasias. Muitos medos nascem da solidão e do cansaço. Adote uma disciplina sadia, mas não seja exigente demais. Seja gentil com você mesmo. Você é filho do Universo, assim como as árvores e as estrelas: você tem o direito de estar aqui. E mesmo que não lhe pareça claro, o Universo, com certeza, está evoluindo como deveria. Portanto, esteja em paz com Deus, não importa como você O conceba. E, quaisquer que sejam suas lutas e aspirações no ruidoso tumulto da vida, mantenha a paz em sua alma. Apesar de todas as falsidades, maldades e sonhos desfeitos, este ainda é um belo mundo. Alegre-se. Lute pela sua felicidade”.

Max Ehrmann (1872–1945), poeta norte-americano

Read Full Post »

Older Posts »

%d bloggers like this: